quarta-feira, 13 de junho de 2007


DE VOLTA AO RIO

Dentro de poucas horas
estarei, entre auroras e auroras,
de volta à General Glicério, ao Bar do Serafim, ao Choro da Feira.
De volta ao Cine Odeon, ao Estação Botafogo, ao Paissandu.
E mais. E mais. Ao som de Pixinguinha, Jacob e Paulinho da Viola:
de volta à Berinjela, à Folha Seca, à Livraria da Travessa.

De volta ao Paço Imperial, ao CCBB, à Biblioteca Nacional.
De volta ao Catete, à Glória, ao Largo do Machado.
De volta ao Maracanã. De volta ao Fluminense.

[ Foto de autoria não identificada ]

4 comentários:

sandra camurça disse...

Salve o Nense! Salve o Nense!

Um beijo.

Jens disse...

"Minha alma canta/ Vejo o Rio de Janeiro..."
Bom retorno.

FELIPE, SM. disse...

ALÔ, ALÔ MOACY, AQUELE ABRAÇO!
ALÔ, TORCIDA DO FLAMENGO, AQUELE ABRAÇO! ( COM TODO RESPEITO AO NENSE)
ALÔ RIO DE JANEIRO, AQUELE ABRAÇO!
TODO MUNDO DA PORTELA, AQUELE ABRAÇO!
E PRA VOCÊ QUE ME ESQUECEU, AQUELE ABRAÇO!
FELIPE, SM.

Bosco disse...

De volta ao Rio, um Grande Rio, mas com um pé n'outro rio, um Rio Grande, e a cabeça n'outro rio, um rio só, em outros rios, um Rio Seridó!