quinta-feira, 16 de agosto de 2007


AS SETE MARAVILHAS DE BELO HORIZONTE
por Sandra Leite,
do blogue Isso é Bossa Nova

1. Lagoa da Pampulha
2. Igreja de São Francisco - Igrejinha
3. Praça da Liberdade
4. Praça da Estação
5. Pôr-do-sol de Belo Horizonte
6. Mineirão & Mineirinho
7. Parque das Mangabeiras

Na foto:
a Lagoa e a Igrejinha


BALAIO PORRETA 1986
nº 2092
Rio, 16 de agosto de 2007


SEU METALÉXICO
de José Paulo Paes
[ in Meia palavra, 1973 ]

economiopia
desenvolmentir
utopiada
consumidoidos
patriotários
suicidadãos


O AMOR
de Safos de Lesbos (séc. VII aC)
[ in Poesia grega e latina,
sel. & trad. Péricles Eugênio da Silva Ramos, 1964 ]

O amor agita meu espírito
como se fosse um vendaval
a desabar sobre os carvalhos.


AGORA COMO SEMPRE
de Baquílides (séc. V aC)
[ in Poesia grega e latina,
obra citada ]

Agora, como sempre,
com outro é que se obtém perícia:
pois não é fácil alcançar
a porta das palavras nunca ditas.


UMA RECOMENDAÇÃO BOROGODOSA
[ Dica da Livraria Folha Seca, Rua do Ouvidor, 37, Rio ]

Roda de samba e choro, no Estephanio's, aos domingos (18h),
em plena Rua dos Artistas, 130, Vila Isabel.
Com Thiago Prata (violão de 7 cordas), Mackey Mattos (voz),
Gabriel Cavalcante (cavaquinho), Fábio Cazes (percussão),
Anderson Balbueno (percussão) e Daniel Scisinio (voz/cavaquinho).

|||||||||||||||||||||||||

Arte é sedução, não violação. Uma obra de arte propõe um tipo de experiência que visa manifestar a característica do imperativo. Mas a arte não pode seduzir sem a cumplicidade do sujeito que tem a experiência. (Susan SONTAG. Contra a interpretação. Trad. Ana Maria Capovilla. Porto Alegre : L&PM, 1987, p.32)

11 comentários:

Sandra Leite disse...

Poeta Moacy,

obrigada pelo generosidade em ceder esse espaço pra falar de uma cidade tão minha, tão...especial..
"Quem te conhece não esquece jamais"
Isso porque nem falei da comida mineira ne? ;)

beijos

Moacy Cirne disse...

Cara SANDRA, nem da comida nem da cachaça! Um abraço.

isabella benicio disse...

Nem das poesias e das gentes de l� Minas � tudibom!
E arte � sedu�o, sem d�vida alguma. Absolutamente atemporal, como nos provam os tr�s poemas de hoje.
Beijoca, Moacy.

Bosco Sobreira disse...

Meu caro Moacy,
Em débito com você, espero resolver logo a questão. Aguarde mais um pouqinho.
Boa a postagem de hoje, pra variar!
Forte abraço.

Felipe, SM disse...

Meu querido Moacy,
É sempre bom passar por aqui e perceber a poesia que é esse seu blog. O mundo certamente deixará de existir quando se calar o último poeta.
Beijos. Felipe,SM

Francisco Sobreira disse...

Moacy,
A "seção" de poesia , hoje, está supimpa. Esse poema de José Paulo Paes e os dos gregos, que, realmente, sabiam de tudo. Deve-se demais aos gregos. Um abraço.

sandra camurça disse...

Não conheço BH, quer dizer, fui quando era criança, não em lembro. Tenho fotos com minhas irmãs na Igreja de São Francisco, linda! Só por ela a lista já valeu. Parabéns pra Sandra, minha xará ;)

Mas rapaz... essa roda de samba e choro deve ser uma maravilha!

Beijos.

Fernanda Passos disse...

Lindíssimas as poesias de hoje. E Bh merece a homenagem. Bj.

Milton Ribeiro disse...

Moacy. Mandei as minhas sete para teu e-mail. Com fotos e tudo, deu uns 500k. Espero que o yahoo segure.

Grande abraço.

célia musilli disse...

Vim visitar se u espaço e adorei.. likei vc no Sensível Desafio. Um grande beijo

Maria Muadié disse...

Moacy, que seleção maravilhosa de poesia! Lindas...