domingo, 20 de abril de 2008



Hoje é dia de festa no
Maracanã:
Fluminense e Botafogo
decidem a
Taça Rio

Balaio Extra, às 20:26h
Parabéns
ao Botafogo
e à torcida alvinegra
pela conquista
da Taça Rio

BALAIO PORRETA 1986
nº 2291
Rio, 20 de abril de 2008


A BIBLIOTECA DOS MEUS SONHOS

O profeta tricolor
, de Nelson Rodrigues. São Paulo: Companhia das Letras, 2002, 236p. [] Coletânea das melhores crônicas do genial dramaturgo voltadas pra uma de suas grandes paixões: o Fluminense. Há crônicas verdadeiramente mágicas: A grande noite do ceguinho, Sejamos docemente barrigudos, A incomparável torcida tricolor, A mais doce vitória da terra, A vitória estava escrita há seis mil anos, Chega de humildade, Momento de eternidade, Duelo de paixões, A volta do profeta. Enfim, um livro maravilhoso. E não só para os tricolores.

Botafogo entre o céu e o inferno, de Sérgio Augusto. Rio de Janeiro, 2004, 256p. [] Obra indispensável para aqueles que amam o alvinegro carioca, mas também para todos aqueles que amam o futebol sem preconceitos clubísticos. Com a marca inconfundível do jornalista Sérgio Augusto, há capítulos brilhantes: Cabeça e coração, Petulâncias alvinegras, Estrela solitária, Gilda!, Um cão e um passarinho. Só não entendemos uma coisa: a bigamia do gaúcho Luís Fernando Veríssimo, ao mesmo tempo apaixonado pelo Internacional e pelo Botafogo.


Futebol & Humor
UMA HISTÓRIA LUSITANA
por Sandro Moreyra

O Benfica de Lisboa promoveu um concurso para escolher um ponta-direita para seu time. Vários candidatos se apresentaram numa acirrada disputa pela vaga e pelo contrato. Durante um mês foi um interminável desfile de pretendentes e no final ganhou um jovem de 19 anos e de bom futebol. Ganhou e sumiu. Procura daqui e dali, nada do ponta. Até que uma tarde ele reaparece, mas vestido de padre com coroinha e tudo.

- Ué, mas você é padre? - estranharam.

- Não, isto é, não era - respondeu o ponta. Acontece que eu tinha tanta vontade de ganhar que fiz uma promessa a Nossa Senhora: se fosse o vencedor entraria para um convento. E lá estou.


Nota do Editor:
A foto da torcida tricolor é de Z. Daniel;
a da torcida alvinegra foi extraída do BotafogoNet.

2 comentários:

Ane Brasil disse...

kuaaaaaaaaaaa!
ótima história lusitana!
Ainda vou ter a sorte de ver um jogo na maraca, ah se vou!
Sorte e saúde pra todos!

Ivana Morais disse...

Olá... adorei o seu blog! Vi que antes ele se chamava "Balaio Vermelho", e isso me fez vir pedir pra você dar uma olhadinha no meu blog, que eu fiz hoje, por sinal, tá meio caidinho mas é o que tenho até agora. Dá uma passadinha por lá, tá? Beeeejo

http://www.podervermelho.blogspot.com/