domingo, 11 de maio de 2008


Anoitecer no Potengi, em Natal,
in
Grande Ponto


BALAIO PORRETA 1986
n° 2311
Rio, 11 de maio de 2008



CONSTRUÇÃO DE MIRAGEM
Antonio Mariano (PB)
[ in Guarda-chuvas esquecidos ]

para Alfredo Bosi

Vi,
na outra margem
do rio,
uma garça
rindo
pra mim.

Em tempo,
confirmo:
menti.

Entrevi
o que sei dessa imagem
desgarçada
no imaginário,
rindo
de mim.


RETRATO
Adelaide Amorim (RJ)
[ in Inscrições ]

o dia passou veloz
trouxe a janela de maio
e uma voz antiga como a brisa

guardei o dia
no álbum dos retratos mais amados


FEIRA DE CITAÇÕES BOROGODOSAS

[] O assombro é a causa de todo descobrimento.
(Cesare Pavese, 1908-1950)

[] A vida só pode ser compreendida olhando para trás:
mas só pode ser vivida olhando para a frente.
(Soren Kierkgaard, 1813-1855)

[] O desejo é a própria essência do homem.
(Baruch de Spinoza, 1632-1677)

[] Jamais sofri uma mágoa que uma hora de leitura não tenha curado.
(Montesquieu, 1689-1755)

[] A verdade é sempe mais importante que o dogma.
(Henry Lefebvre, 1905-1991)

[] A vida necessita de pausas.
(Carlos Drummond de Andrade, 1902-1987)

[] Maravilhar-se é o primero passo para o descobrimento.
(Louis Pasteur, 1822-1895)

Fonte: Palavras que iluminam, pesquisa de Leandro Sarmatz.
São Paulo: Superinteressante, s/d.

4 comentários:

Anônimo disse...

Mestre obrigada pela visita e pelo belo presente que é esse "Balaio" recheado.

Bjão,
Casti

adelaide amorim disse...

Olá, Moacy!
Estar aqui no Balaio é um grande presente que a mamãe aqui recebeu de você. Obrigada mesmo!
Beijo.

sandra camurça disse...

gostei muito do poema da Adelaide e das citações borogodosas.
beijos.

Marco disse...

Gostei das frases. Carpe Diem.