quarta-feira, 17 de setembro de 2008


A imagem acima é da
Patagônia, Argentina
.
Como assim?
Era o que nos garantia, até ontem, o saite
Wallpapers PixxP.
Sinceramente, fazíamos outra idéia
- bastante diferente - da
Patagônia.
Assim sendo,
mudemos para uma imagem menos ilusória,
sem identificação aparente:

a de Gisele Bundchen,
por nós redimensionada cromaticamente -

E por que não o
SONETO PARA A MULHER AMADA,
poema/processo
de nossa autoria?



BALAIO PORRETA 1986
n° 2427
Rio, 17 de novembro de 2008


Fora os que algarismam as manhãs!
(Mário de ANDRADE, in Ode ao burguês)


ESCRITO A SANGUE
Ademir Assunção
[ in Zumbi Escutando Blues ]

ruas escuras
atravessado
eu atravesso
reviro o avesso
nele me meço
olho de lince
encaro a face da fera
espelhos se estilhaçam
rasgam minha cara
cai a neblina do vazio
frio na barriga
pago o preço
erva bola cogumelo
volto ao começo
escapo com vida
desconverso
verso escrito a sangue
desapareço
quanto mais
menos
me pareço
eco de bicho homem

Política natalense
NOSSA OPÇÃO

Se votássemos em Natal, não teríamos a menor dúvida:
Fátima Bezerra, n° 13, seria a nossa opção para a Prefeitura.
A candidata que a ela se opõe (Micarla) é de uma fraqueza absoluta.
Ou quase. Ou quase.

2 comentários:

Lissa disse...

Você tem toda razão. Fátima é a melhor candidata, sem dúvida.

marilia disse...

Linda, a Patagônia.

Afinal, a Patagônia continua linda.
A Patagônia de Janeiro, Fevereiro e Março.
Alô alô Patagônia
Aquele abraço...