terça-feira, 7 de julho de 2009

Imagem:
RetroAtelier


BALAIO PORRETA 1986
n° 2715
Rio, 7 de julho de 2009

Algumas vezes também é agradável perder a razão.
(MENANDRO, citado por Sêneca, séc. III aC)


COR
Dailor Varela
[ in Caçador de nuvens, 2009 ]

Qual a cor
dos bichos imaginários
que ciscam fantasias
no meu quintal?


DO(I)S DIÁLOGOS
Nina Rizzi
[ in Ellenismos, em 29/11/08 ]

I- o sensível
: e aí como foi o dia?
consegui R$100,00. pode ficar com R$10,00. compre um presente pra você.
(riso malicioso)alguma sugestão?

ah, compre um desinfetante pra limpar a casa
...

II- the riot girrrls
: que cara é essa? quer que eu pare?
eu já gozei, não percebeu?



CANTARES (I)
Jeanne Araújo

Porque aqui dentro tudo me cabe
Espalho lótus pelos corredores.
Do outro lado da mesa
Meu coração amadurece espinhos
E já não sou essa que sou
Meu coração está plantando farpas.
O que antes era cortina e aconchego
Caiu terrivelmente sobre mim
(sentimento que conheço de antemão).
Antecipo ciúmes e indagações.
A alma lateja, reveste-se de prece
O coração emudece nos corredores da boca.
Eu devia ser louco, nadando de costas em mar tão revolto. Olhando, no céu, cem olhos me olhando. Ouvindo cigarras em lugar do som das ondas. Eu devia estar abusando dos tons graves, cantando errado [não crendo na queda dos meteoros, não ouvindo meu próprio coração disparado]. E eu estava rindo, enquanto os outros, da areia, me chamavam. Eu estava no mar, num círculo de fogo. Sem ver o curso do sol. Nadando de costas. De olhos fechados. Ouvindo cigarras. Desatento à canção dos anjos, e seus lamentos. [Eu devia estar louco, nadando de costas, em mar tão revolto].


Repeteco
CAICOENSE BRABA
por Gerdo Bezerra de Faria
[ in 50 anos de causos, 2004 ]

Uma prima [de Jader Teixeira Dantas] encontrou o marido bebendo com um amigo no famoso Bar de Ferreirinha, em Caicó, no Rio Grande do Norte, logo cedo, num sábado, quando estava voltando da feira. Como ele não tinha dito nada a ela sobre sua programação naquele dia, e como ela achou muito cedo para que o mesmo já estivesse bebendo, perguntou:

- Nego, você vai almoçar em casa?

Partindo de uma caicoense, e isso quem afirma sou eu, essa pergunta serve muito mais para saber o que deveria fazer para o almoço do que para exigir sua presença na hora de almoçar. Isso não é próprio das mulheres caicoenses.

- Vou. - Respondeu secamente.

Ela deve ter preparado um bom almoço, como também é próprio nas mulheres caicoenses. Esperou o marido até cansar e ele não apareceu. Então guardou o almoço para o jantar, sem nenhum grilo, mas ele também não apareceu. Como já o conhecia muito bem, sabia que se não fosse lá, ele só viria quando estivesse completamente embriagado, e resolveu voltar ao bar do Ferreirinha. Quando chegou, encontrou o marido bebendo no mesmo local, com o mesmo amigo e já não perguntou mais, foi quase exigindo, com a cara fechada e um péssimo humor:

- Nego, você não vai pra casa não?

O amigo, que deve ter se sentido culpado pelo fato do companheiro não ter ido ainda para casa, e como conhecia a mulher do outro, foi quem tentou rapidamente justificar a sua demora:

- Prima, não fique preocupada não, desde de manhã que ele está comigo, e não tenha medo que assim que a gente terminar uma conversa aqui, ele vai direto pra casa, eu garanto. Pode ficar tranquila que daqui ele não vai para outro canto de maneira nenhuma.

A mulher pensou um pouco naquele bom argumento e, para justificar a exigência de levar o marido para casa imediatamente, não pensou duas vezes e nem ligou para a presença de ninguém para soltar a língua:

- Meu amigo, eu não estou preocupada se ele vai sair daqui para outro lugar não, se vai ficar o resto da noite com você, se não quis almoçar, jantar, ou outra coisa qualquer, eu só estou preocupada é que ele beba demais e fique muito bêbado.

- E que qui tem, quando ele chegar em casa você bota ele pra dormir. - Aconselhou o amigo.

- Você acha fácil porque não é você quem vai se deitar com ele, pois se ele chegar muito bêbado em casa... não vai querer comer o seu cu não, viu, ele vai querer comer é o meu!

16 comentários:

Marisete Zanon disse...

Não acredito que hoje eu vou ser a primeira!!! Pois é, Deus ajuda a quem cedo madruga...Obrigada pela visita e pelas palavras-idéias, hehehe
esmaques guri!!!

Marisete Zanon

líria porto disse...

eu a segunda - tardo mas num farto! gosto do balaio... risos

besos

ah, não custa repetir - dia 17 o lançamento do meu livro em belo horizonte - chama o polvo do bar de ferreirinha!!

Pedrita disse...

adorei o cor do dailor varela. beijos, pedrita

Priscila Lopes disse...

Tudo muito bom. Confesso minha quedinha pela Nina Rizzi. Um abraço, Moacy!

Tahiane disse...

Gostei muito do poema de Nina Rizzi...
abs

BAR DO BARDO disse...

Gerdo Bezerra de Faria,
Marcelo Novaes,
Jeanne Araújo,
Nina Rizzi (arrasou!!!),
Dailor Varela,
Menandro,
Sêneca,
Moa
e a gostosinha “vintage”, parabéns!

Mirse disse...

Oi Moacy!

Que imagem linda! Parece um anjo!
Nina, sempre Nina, arrasa em tudus!

Jeanne Araújo, muito bom!

Marcelo Novaes é fora de série.

Mas o show ficou com a "CAICOENSE BRABA" Ela tem toda razão!


No mais tudo perfeito!

Beijos

Mirse

nina rizzi disse...

vc tinha que ver o meu largo riso quando entro aqui. e tou aqui :) afinal parece que faço parte do mundo. e esse mundo é o caicó! diabéisso de coisa mais... isso aí, mío de bão.

muito bns jeannes e dailor (sem mirror.. rsrsrs).

beijo :)

Beti Timm disse...

Mestre, adorei a Caiocoense braba, mulher porreta e cheia de razão: "Pimenta nos olhos dos outros é colírio"


Beijos carinhosos

Francisco Sobreira disse...

Caro Moacy,
Primeiro a foto, linda, o que não é mais novidade aqui, Depois os poemas de Jeanne e de Marcelo (o deste em prosa) e, finalmente, o causo caicoense. Apesar de já o conhecer, gostei de relê-lo. Uma postagem porreta mesmo! Um abraço.

* Vi em Fortaleza, num dos cinemas do "Dragão do Mar", "Os Falsários", que achei bem interessante.

Anônimo disse...

Moacy, as mulheres de Caicó adoraram o causo. Pituleira.

Marcelo Novaes disse...

Moacy,




Tudo bem porreta.


;)



Um abração,







Marcelo.

Jens disse...

Hehehe, eita turminha boa esta do Bar do Ferreirinha.

Abração, Moacy.

Fatima disse...

Coisa delicada essa prima de Jader heim?!
Bjs.

líria porto disse...

voltei, revoltei!
bom dia, moa!
besos

líria porto disse...

contudo te li no rio movediço - bom!!!