domingo, 27 de dezembro de 2009

OBRAS-PRIMAS DO CINEMA
Clique na imagem
para verouvir os 11 minutos iniciais de
India song
(Marguerite Duras, 1975)
O que fazer com uma paixão hipnoticamente atormentada, sem arroubos formais, mas sedutores em sua frieza narrativa? Seu fio temático nos remete sentimentalmente para a Calcutá de 1937, com Delphine Seyrig vivendo o papel da esposa de um diplomata francês como se estivesse construindo e desconstruindo um mundo de sonhos e surpresas amorosas. A trilha musical de Carlos d'Alessio é docemente inesquecível. Para muitos, o melhor filme de Marguerite Duras. Uma informação complementar: toda a banda sonora (diálogos, música, ruídos etc.) de India Song foi aproveitada em Seu nome de Veneza em Calcutá deserta (1976).


BALAIO PORRETA 1986
n° 2882
Rio, 27 de dezembro de 2009

Quem sou você
que me responde
do outro lado de mim?
(Armando FREITAS Filho, in Mr. Interlúdio,
cf. À mão livre, 1979)


Cinema
O QUE DE MELHOR VIMOS EM 2009

Nos cinemas & centros culturais:

1. India song *** (Duras, 1975)
2. O anticristo ** (Von Trier, 2009)
3. Entre os muros da escola ** (Cantet, 2008)
4. Gran Torino ** (Eastwood, 2008)
5. Drácula: páginas do diário de uma virgem **
(Maddin, 2002)
6. Cidadão Boilesen ** (Chaim Litewski, 2009)
7. Two lovers / Amantes * (Gray, 2009)
8. Foi apenas um sonho * (Mendes, 2008)

Em casa:

1. O homem de Londres *** (Tarr, 2007)
2. A mãe e a puta *** (Eustache, 1973)
3. Antígona *** (Straub & Huillet, 1991)
4. Sócrates *** (Rossellini, 1970)
5. Blaise Pascal *** (Rossellini, 1971)
6. A rotina tem seu encanto *** (Ozu, 1962)
7. O diabo, provavelmente *** (Bresson, 1977)
8. O Messias *** (Rossellini, 1976)
9. Quando explode a violência *** (Leone, 1972)
10. As estranhas coisas de Paris ** (Renoir, 1956)
11. Anno Uno ** (Rossellini, 1974)
12. Requiem para um lutador ** (Nelson, 1962)

Nossas cotações:

*** Excelente
** Ótimo
* Especialmente bom


ATUALIZAÇÃO DO QUADRO DE DIRETORES
considerando, respectivamente, o número de
filmes excelentes, ótimos e especialmente bons
segundo a minha avaliação crítico-esporrenta

[10] [03] [02] ANTONIONI
[O9] [08] [11] GODARD
[09] [04] [01] WELLES
[08] [03] [05] RENOIR
[07] [03] [01] BRESSON
[07] [03] [01] ROSSELLINI
[07] [02] [02] FORD
[06] [04] [01] ROHMER
[06] [03] [03] VISCONTI
[06] [03] [01] KUBRICK
[06] [02] [04] BERGMAN

[05] [06] [02] BUÑUEL
[05] [03] [01] STRAUB & HUILLET
[05] [02] [01] CASSAVETES
[05] [02] [01] KEATON
[05] [01] [01] MIZOGUCHI

6 comentários:

Assis Freitas disse...

Estou anotando alguns desses títulos para as férias. Bom domingo.

Dilberto L. Rosa disse...

Meu caro, ando devagar de Cinema... Quis ver Anti-Cristo, mas perdi: só vi Gran Torino e Foi apenas um sonho, muito bons! Também falo de Cinema nos Morcegos: Sabias que E o vento levou fez 70 anos? Tomei um susto e escrevi rapidinho um post! Abração!

Bené Chaves disse...

Eric Rohmer foi o grande destaque pra mim em 2009. Vi uns seis filmes dele. Destaco 'A inglesa e o duque', 'Conto de verão', 'Minha noite com ela' e 'Amor à tarde'. Cito ainda 'O boulevard do crime'(Carné,45), 'A palavra'(Dreyer, 55), 'Verão violento'(Zurlini, 59, revisão), 'Katyn'(Wajda,2007), 'Pierrot le fou'(Godard,65), 'Minha vida sem mim'(Coixet, 2003) e 'O jantar'(Scola,98).
Dos filmes que vc cita só conheço 'Gran Torino','As estranhas coisas em Paris' e 'Réquiem para um lutador'.
É isso aí!

um abraço...

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Moacy, não conheço o India Song. Vou procurar no Paulista, vez que seu post me despertou para a obra. Ótimos dias e 2010 com muita saúde, paz e amor.

Pedrita disse...

por esses dias vou fazer tb minha retrospectiva. foi um ano difícil, dificílimo financeiramente, e o cinema infelizmente foi afetado. pelo menos consegui ver muita peça de teatro. eu tb gostei de gran torino. beijos, pedrita

nina rizzi disse...

ai zizuis, o freitas me desarmou...