terça-feira, 1 de maio de 2007

A JORGE GUINLE FILHO
de TANUSSI CARDOSO (RJ)
em memória

O que acontecerá aos céus
quando se morre um artista?
Que silêncios, que gritos
Que deuses riscam os ventos
quando se morre um artista?
O que dizer aos filhos
Aos pássaros, ao poema
quando se morre um artista?
Que pintura tão linda
Que natureza tão vil
Que fala tão amarga
quando se morre um artista?
Noiteluzsomdiapasãoharmoniavendavalfuracão?
O que sobra da vida
quando se morre um artista?

[ in Viagem em torno de. Rio de janeiro, 2000 ]



BALAIO PORRETA 1986

nº 2008
Rio, 1 de maio de 2007



CARTA POÉTICA

Meu querido clitóris,

Sei que estou em débito com você. Logo com você que tem sido tão camarada e sempre que eu preciso, você está lá, à minha disposição. Não reclama do jeans apertado, do meu mau humor da segunda-feira, nem mesmo quando lhe troco por outro parceiro, digamos, bem menos compreensivo.

Sabe do que eu gosto, sabe dos caminhos do meu prazer. É um companheirão e eu sei que nunca, nunca me deixará na mão (ou essa é a sua melhor parte, deixar na mão). Apesar da distância entre nós, apesar da falta de diálogo entre nós, nos compreendemos e nos completamos.
Aquele nosso amigo, você sabe quem, tem aparecido alguns finais de semana, mas não fique tão enciumado, por favor. Apesar de não lhe dar total e irrestrita atenção, eu sei que o mérito é todo seu, ele sequer sabe o que fazer conosco, e se não fosse você para dar uma forcinha, a coisa não rolaria tão bem, você sabe disso. Além do mais, não adianta negar, eu sei que você a-do-ra uma tarde de
ménage à trois. Eu, você e ele.

Sei que você não é lá muito chegado a conversas, mas quero lhe dizer algumas coisas que faz de você tão especial. Primeiro, não preciso me preocupar com seu prazer, só com o meu. Segundo, você é bem mais confiável que nosso companheiro de fim de semana, que de vez em quando corre o risco de falhar na hora H. Com você jamais correrei esse risco. Terceiro, nós dois conhecemos como ninguém mais os segredos do meu corpo. Aliás, você já reparou como eles escolhem cada lugar esquisito para fazer carinho? Além de não dar nenhum tesão, completa perda de tempo. Ah, esses homens...Outra coisa, você é super-sensível, coisa que eles definitivamente não são. Quando terminam de fazer amor, viram de lado e, pasmem, roncam num espaço de cinco minutos. Há os que tentam se mostrar atenciosos, mas é um olho no sono e outro no jogo que está passando na televisão. Outros, ainda, sem ter muito o que dizer, fecham os olhos e ficam morrendo, ofegantes, como se tivessem descarregado um caminhão de batatas. Virgem Santa! Prefiro sua quietude, meu querido. Seu doce silêncio de companheirismo. Sua doce presença silenciosa.

Apesar de nossas completudes, noites há em que nem você, meu querido, me compreenderia, então, termino por deixá-lo de lado, sem lhe dar muita atenção. Compreenda que, às vezes, faz-se necessário alguém que durma conosco, que nos faça um aconchego, que se encaixe bem nas nossas costas e pernas e sussurre uma boa-noite em nosso ouvido. E perdoe-me a sinceridade, se há uma coisa que nosso amigo de fim de semana sabe fazer é se encaixar direitinho, e não há mulher nesse mundo que resista a um bom encaixe.

Tenha uma boa noite,

Sua Mona Sofia


DIA DO TRABALHO

O Dia Mundial do Trabalho foi criado em 1889, por um Congresso Socialista realizado em Paris. A data foi escolhida em homenagem à greve geral, que aconteceu em 1º de maio de 1886, em Chicago, o principal centro industrial dos Estados Unidos naquela época.

Milhares de trabalhadores foram às ruas para protestar contra as condições de trabalho desumanas a que eram submetidos e exigir a redução da jornada de trabalho de 13 para 8 horas diárias. Naquele dia, manifestações, passeatas, piquetes e discursos movimentaram a cidade. Mas a repressão ao movimento foi dura: houve prisões, feridos e até mesmo mortos nos confrontos entre os operários e a polícia.

Em memória dos mártires de Chicago, das reivindicações operárias que nesta cidade se desenvolveram em 1886 e por tudo o que esse dia significou na luta dos trabalhadores pelos seus direitos, servindo de exemplo para o mundo todo, o dia 1º de maio foi instituído como o Dia Mundial do Trabalho.

Fonte: IBGE / Ministério do Trabalho, via INTERNET

3 comentários:

sandra camurça disse...

...Enquanto isso tramita na Câmara projeto que altera a lei de greve visando facilitar as paralisações, vamo ver no que é que dá, né?

Ah, belo poema, ótimo texto!

Beijo.

Fugu disse...

Ah! Finalmente achei você! Sumiu, foi? Está de casa nova? Gostei do novo espaço. Vou renovar o link.
beijo você.

espartilho disse...

Moacy,estou de casa nova. Eis aí o novo espartilho: www.espartilhodeeme.blogspot.com
Ah, adoro ver o balaio vermelho! Um beijo de Eme