sábado, 23 de junho de 2007


Aos sábados, faça chuva, faça sol,
faça Natal, faça Porto Alegre,
o blogue do gaúcho
MILTON RIBEIRO,
colorado desde os tempos homéricos da Grécia Clássica,
é uma festa para os nossos olhos:
há sempre uma bela atriz em cena.

Aqui, como exemplo (em postagem do dia 27 de janeiro),
aparece a deusa Eva Green, que trabalhou com Bertolucci
em Os sonhadores (2003).



BALAIO PORRETA 1986
nº 2044
Rio, 23 de junho de 2007


A BIBLIOTECA DOS MEUS SONHOS
666 livros indispensáveis (21/111)

Homens de outr'ora [1941], de Manoel Dantas. Natal: Sebo Vermelho, 2001, 168p. /Edição facsimilar/ [] Um dois clássicos indiscutíveis da literatura potiguar: anotações sociológicas, históricas e sociológicas que, até hoje, merecem ser lidas com atenção. Entre seus capítulos, Denominação dos municípios e O problema das secas. Obra póstuma; Manoel Dantas, um dos mais importantes jornalistas do Estado, o primeiro - no Brasil - a traduzir e divulgfar o Manifesto Futurista de Marinetti, ainda em 1909, faleceu em 1924.

A luta corporal [1954], de Ferreira Gullar. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975, 126p. [] Livro-marco da nova poesia brasileira - a poesia brasileira que se produzia nos anos 50, cujo apogeu no campo experimental dar-se-ia em 1956 com o lançamento da poesia concreta. O próprio Ferreira Gullar seria um de seus criadores, ao lado de Wlademir Dias Pino e outros. A luta corporal, a par de seu valor histórico, ainda é capaz de mobilizar os leitores, através de poemas ousados como O anjo, Galo galo, A galinha e Roçzeiral.

Contos e novelas reunidos, de Sérgio Sant'Anna. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, 716p. [] Reunião dos livros O sobrevivente (1969), O concerto de João Gilberto no Rio de Janeiro (1982), A senhorita Simpson (1989), Breve história do espírito (1991) e outros. Sérgio Sant'Anna é, reconhecidamente, um dos melhores contistas brasileiros dos últimos 30 ou 40 anos. Como diz a nota editorial da CL, com inteira justiça, "Enxuto mas debochado, rigoroso mas pleno de paixão, ele sabe extrair o máximo proveito dos mínimos acontecimentos".

O Falcão Maltês [1930], de Dahiell Hammett. Porto Alegre: Globo, 1945, 250p. /Coleção Amarela/ [] Um dos mais festejados clássicos da literatura policial, cuja adaptação para o cinema (Relíquia macabra, 1941, de John Huston) serviu para impulsionar a carreira de Humphrey Bogart, no papel do detetive Sam Spade, com sua ironia e sua crítica cáustica. "O maxilar de samuel Spade era longo e ossudo, seu queixo um V proeminente sob o V mais flexível da boca. ... Dava a impressão um tanto divertida de um louro satanás" (p.15), assim começa o livro.


||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

"O absurdo é o mistério dos incrédulos" (Mário da Silva BRITO: Diário intemporal, in Dicionário universal de citações [1985], p. 2)

9 comentários:

Claudio Costa disse...

Já sou "cliente antigo" do Milton, lá eu bato ponto todo sábado (e nos outros dias, também. De lá, aqui estou e, pelo visto, outra freguesia a visitar. Saudações mineiras.

Francisco Sobreira disse...

Moacy,
Pode (e é, claro) ser apenas uma opinião de gosto pessoal. Mas o certo é que li e reli "O Falcão Maltês" e o livro não me empolgou. Me parece uma obra superestimada. E tenho um aliado em Natal na minha opinião: Nelson Patriota. E veja só. Também acho o filme d e Huston também supervalorizado. Gosto, mas sem me empolgar. Se não me engano, ao fazer a lista dos 10 melhores do diretor (naquela série de listas de diretores que promovi no "Luzes da Cidade), não o incluí. Não tenho certeza disso. Mas se o incluí foi nos últimos lugares. Mudando de assunto, essa atriz de "Os Sonhadores" é muito atraente , de fato. Um colírio para os olhos que você nos "prescreve" nesta véspera de S. João. Um grande abraço.

Milton Ribeiro disse...

Gosto muito de Sérgio Sant'Anna, há muitos anos. Li "O Falcão Maltês" há tantos anos que talvez seja melhor não falar a respeito. Mas gostei. Muito.

O "Porque hoje é sábado" nasceu de uma brincadeira entre eu e o Ao Mirante Nelson Moraes no MSN. Estávamos comentando sobre como os blogs eram pouco visitados nas sextas, sábados e domingos. Disse-lhe que iria mudar essa coisa, ele que me aguardasse. OK, meu golpe foi baixo... e daí?

Eva Green é belíssima. Tem algo de provocação nessa mulher que se encontra atenuada em outras. Sexy demais! Não a critico, pelo contrário...

Grande abraço, amigo Moacy.

Theo G. Alves disse...

Mestre Moacy,
a sessão do Porque Hoje É Sábado é uma das melhores seleções de beleza que a internet já viu!
Eu ainda não fui lá, mas vou agora... lamber os beiços neste domingão.

Abraço!!

Raildon Lucena disse...

Grande Moacy... Lista é realmente muito divertido. Quisera eu ter acesso a tantos filmes clássicos, que infelizmente não encontramos em Caicó. Só quando compro mesmo pela internet que posso ver tais filmes. Ultimamente, comprei A Felicidade Não se Compra, Uma Rua Chamada Pecado e Quem Matou Wirgina Wolf. Tenho vontade grande de ver os clássicos e sempre dou um jeito de ver algum quando vou a Natal. Uma boa semana e muitas felicidades!!! Do amigo, Raildon Lucena.

Marina disse...

não sabia que você tinha escrito livros sobre história em quadrinho! que legal! tem como você me emprestar um? é só mandar pela Isadora.
mas olha, não entendi a parte do John Frusciante editado. onde você viu isso?

Anônimo disse...

Sim, há muito você esteve caminhando pelo Meu Porto e sim, deixou sua marca lá. Tanto, que nasceu uma esperança de âncora, de Nau atracada. Mas, a esperança acabou não sendo. Então, ao encontrar, novamente, sua marca no comentário que é quase poesia, eu sorri. Sorri aquele sorriso que vem devagar, que desabrocha nos lábios e na alma. E me senti honrada, muito. Tomara que a rota fique registrada e que a sua Nau chegue ao Meu Porto, outras tantas vezes. Espero...
Deixo beijo assim, com gosto de brisa de mar.

Míriam Monteiro - http://migram.blog.uol.com.br

Acantha disse...

Concordo com Francisco Sobreira, querido MOACY. Assisti "O Falcão Maltês", mas não o citaria entre meus favoritos.. Muito boa a diversidade, não? Mas... E os musos???

Moacy disse...

Minha cara Acantha: Não existe "muso" pra um caba do Seridó, viu?!?