quinta-feira, 28 de junho de 2007


Navegando pelos sonhos virtuais da imaginação poética:
a fotografia como desenho, luz e grafismo
através de Duarte Almeida [ in Olhares ]


BALAIO PORRETA 1986
nº 2048
Rio, 28 de junho de 2007


TÉDIO
de Linaldo Guedes (PB)
[in
Intervalo lírico,
reproduzido em Zumbido escutando blues ]

na lua
criou-se
uma teia
de aranha
a culpa foi sua
que não quis esperar pelo amanhecer


SEPULTEI A BORBOLETA
de Maria Maria (RN)
[ in Espartilho de Eme ]

Sepultei a borboleta!
Meu corpo jaz em silêncio
por sete dias.

As asas em morte,
na pedra opaca do teu
tórax,
fazem rfefrão
da melodia.

Sem crisálida,
sem metamorfose,
sou um facho de luz
em agonia.


POEMA
de Wescley J. Gama (RN)
[ in
A Taberna ]

a única casta
que me cativa

é
a
coroa
de
espinhos
da
poesia

por isso corto
lírico vão do espaço


Futebol
FLUMINENSE OU SELEÇÃO?

Fluminense, claro!


UMA RECOMENDAÇÃO BOROGODOSA

A relíquia de Eça de Queiroz, por Marcatti. São Paulo: Conrad, 2007, 224p. [] A pujança criativa do quadrim brasileiro, numa adaptação livre e graficamente agressivo-desbocada, bem ao estilo do desenhista paulista - desde os anos 80, um alternativo entre os alternativos.


|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Na tradução, deve ir-se até ao intraduzível: só então nos daremos conta da nação estrangeira e da língua estranha. (GOETHE. Máximas e reflexões. Trad. Afonso Teixeira da Mota.
Lisboa: Guimarães Editores, 1987, p.238)

6 comentários:

Anônimo disse...

Maravilhosa seleção de poemas, Moacy!!

Abraços.

;oD
Estado de Lítio

sandra camurça disse...

Putz! Belíssima foto-pintura.

Nense, é claro. E vai ter Nense x Botafogo, né? Tô na torcida.

Rapaz... Klee? Miró? Gosto demais. Tenho até uma reprodução de um Paul Klee em cima da minha cama (na parede, obviamente). Grata pelo comentário.

Beijos.

Franciel disse...

Moacy, grato pela visita e pelas palavras. Não resolveram o grave problema de minha maltratada conta bancária, mas fizeram um bem danado.
A única nota triste para você é que agora estarei sempre aqui, na espreita.
abraços.

Espartilho de Eme disse...

Moacy, obrigada pela postagem do poema. Tenho sempre lhe visitado aqui, no balaio. Ah, foi publicado um texto meu na Papangu, chama-se Os Lenços. Leia, você vai gostar, pois a história se passa entre Currais Novos e Jardim do Seridó. Pura ficção, claro!
Beijos Maria Maria

adelaide amorim disse...

Como sempre, uma seleção maneiríssima. Um beijo e boa semana.

Matheus Trunk disse...

Moacy e amigos do Balaio, estou aqui pra anunciar que está no ar a edição número 10 da Zingu, de julho de 2007. O dossiê especial sobre o crítico e cineasta Rubem Biáfora com entrevista com Alfredo Sternheim, Astolfo Araújo e Edu Janks. Depoimentos de André Setaro e Sergio Andrade, análise dos filmes dirigidos por Biáfora e uma série de textos, quase todos inéditos. Subgêneros obscuros com vingadoras violentadas; musas eternas com Lucélia Santos; clássicos de prestígio com A Face Oculta de Marlon Brando; Joe D Amato, Fellini, Jamursch e muito mais !
Acessem:
www.revistazingu.blogspot.com