sexta-feira, 6 de julho de 2007


navegar navegar, é preciso navegar:
navegar por lunáguas misteriosas
sons sombras e penumbramentos
para que - luz silêncio e solidão -
a imagem se faça poesia
a imagem se faça magia.

[ tamtam tamtam, in PhotoNet ]


BALAIO PORRETA 1986
nº 2055
Rio, 6 de julho de 2007



NUDEZ
de Denize Cruz (RJ)
[ in O fio da pele, 2000 ]

Não me queiras
tomada de água pelas entranhas
sem os poros livres
sem os pêlos soltos.

Não me queiras
soterrada por tantas montanhas
com os olhos retos
com os braços rotos.

Deseja
minhas asas
frescas e a pele tesa


RECOMENDAÇÕES BOROGODOSAS

Dom Quixote, cordel adaptado por J. Borges, com ilustrações de Jô Oliveira. Brasília: Entrelivros, 2006, 44p. O clássico dos clássicos da literatura espanhola numa versão bastante livre e criativa de dois mestres pernambucanos da cultura tupiniquim: o cordelista J. Borges e o ilustrador/quadrinhista Jô Oliveira. O resultado é instigante, com a lendária figura de Dom Quixote à procura de sua Dulcinéia em plena Campina Grande. Da Espanha para o sertão agrestino, portanto, basta a imaginação do poeta. E ela, aqui, se faz com desenvoltura.

Letralivre, nº 47. Rio de Janeiro, 2007, 80p., editada por Robson Achiamé e coordenada por Luiz Alberto Sanz. Há 12 anos, esta revista de cultura libertária, arte e literatura, de modo alternativo, tem divulgado e discutido as idéias anarquistas do pensamento ocidental. No presente número, destacamos Direito e anarquia (de Alfredo Gaspar), Os bichos - território e metamorfoses (Jean Baudrillard), Os 40 dias de um prisioneiro [iraquiano] (Karim El-Gawhary), Dois filmes e um óvulo só (Luiz Alberto Sanz).
Emeio: letralivre@gbl.com.br.


CORRENTE LITERÁRIA

O blogueiro e cinéfilo natalense Marcos Felipe indicou-me, com mais quatro amigos, para participar de uma corrente literária. Muita gente não gosta desse tipo de "brincadeira": no caso, ele apontou cinco livros para que eu leia no espaço de uma semana. Puxa vida, tenho as minhas leituras programadas (a Biblioteca dos Sonhos tem me levado a inúmeras releituras, na íntegra ou parcialmente), mas tentarei fazer o possível, se bem que uma semana, para todos nós, é um prazo por demais curto. Tentarei ler pelo menos um deles. O problema é que preciso indicar cinco livros, nomeando cinco internautas. Aproveitando uma das recomendações de hoje, indicarei:
*** Dom Quixote, cordel
*** A literatura e o mal, de Bataille
*** O olhar de Orfeu, de Bernadette Bricout (org.)
*** Geografia do romance, de Carlos Fuentes
*** Qualquer livro editado pelo Sebo Vermelho, de Natal
E agora o mais difícil: apontar cinco blogueiros que levem adiante a idéia. Ei-los:
Bosco Sobreira
Márcia Maia
Marconi Leal
Jens, o homem da Toca
Sandra Camurça.
Posso citar mais um nome? Não!!! O regulamento não permite?
Dane-se o regulamento. Vou nomear, e pronto:
Jeanne Araújo.
E por que não um sétimo? Theo G. Alves!
Um oitavo? Um nono? Um décimo? Um vigésimo?
Tem um porém contudo todavia, que acrescento por conta e risco:
Se eles não lerem pelo menos três dos livros anunciados,
e não indicarem mais cinco blogueiros da gota serena,
serão condenados a
5 viagens para os crepúsculos de Madri, Londres,
Paris, Florença, Caicó e Lisboa;
5 sonhos transcendentais em companhia de
Alice no País das Maravilhas;
5 luas e cinco mares em noites de amores enlouquecidos.
Em tempo:
o Balaio não se responsabiliza
por possíveis despesas & danos materiais, afetivos,
psicológicos, futebolísticos e metafísicos.


||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

O único amor nobre é aquele que liberta. (Joaquim NABUCO. Pensamentos soltos. Brasília: AN Editora, s/d, p.123)

7 comentários:

Mary disse...

Que lindo o Nudez!

Gostei das belas imagens que encontrei por aqui...

E os textos continuam porretas! :)

Beijos.

sandra camurça disse...

Gostei da condenação, hehehe...
Mas pintou uma dúvida: devo indicar os mesmos livros aos outros cinco blogueiros? Outra dúvida: ao invés de "a literatura e o mal" serve "flores do mal" (que eu já li)? Hehehe... Meu tempo é curto, cara!
Beijos.

sandra camurça disse...

Ah, que imagem Moacy! Um beijo.

Marco disse...

Caro mestre Moacy,
Os poemas selecionados são sempre muito bons. As recomendações da Biblioteca dos Sonhos, excelentes. E agora uma corrente literária! Tem blog que mereça mais um prêmio de cultura que o Balaio? Acho que não.
Tenho certeza de que suas indicações são mais que merecedoras deste selo.
Tenho reparado que as ilustrações que emolduram os posts são de um capricho invulgar. São todas lindíssimas!
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Francisco Sobreira disse...

Moacy,
Como deve ser, o seu Balaio tem de tudo e bom. Poesia, imagem e o humor sobre essa tal corrente literária. Mudando. Agradeço a gentileza. Mas, velho, eu sou mesmo um analfabeto em net. Não consegui colar o selo. Mas vou pedir a ajuda de uma pessoa, que esse sim é phd em informática e vai dar certo. Um abraço.

Marconi Leal disse...

Moaça, meu velho, obrigado pela lembrança. Estou absolutamente carente de tempo (tanto que o blog tá lá abandonado), mas tentarei ao máximo honrar a gentileza. Abração.

Jens disse...

Moacy: segunda-feira vou reiniciar os negócios lá na Toca (se não houver uma catástrofe futebolística neste final de semana que me obrigue a refazer a primeira página do Marca da Cal, a publicação que me garante as delícias de cada mês). Valeu a indicação. Respondo na semana que vem. Um abraço e um ótimo findi.