terça-feira, 23 de outubro de 2007


Pintura de
Henri Fantin-Latour
(1836-1904)


BALAIO PORRETA 1986
n° 2144
Rio, 23 de outubro de 2007


DOIS POEMAS
de
CHICO DOIDO DE CAICÓ
(1922-1991)

Sou macho
Eu também já broxei.
Sou macho
Eu também já levei porrada.
Sou macho
Eu também já dancei tango em Caruaru.

[]

Sou doido por mulher
Sou doido por cachaça
Sou doido pra gastar dinheiro
Sou doido por uma bunda
Sou doido por Caicó
Sou doido pelo mar
Sou doido por violão e lua cheia
Sou doido por uma conversa de bar
Sou doido por arribaçã
E sou doido propriamente dito.


A BIBLIOTECA DOS MEUS SONHOS

A origem das espécies [1859], de Charles Darwin. Trad. Eduardo Fonseca. Rio de Janeiro : 2004, 518p. Ilust. [] Um dos livros capitais da história da humanidade, a partir das considerações científicas de Lamarck, que "Defende nas suas obras a doutrina de que todas as espécies, compreendendo o próprio homem, originam-se de outras espécies. Foi ele o primeiro a prestar à ciência o grande serviço de declarar que toda alteração no mundo orgânico, bem como no mundo inorgânico, é o resultado de uma lei, e não uma intervenção miraculosa" (p.7-8). Quase no final de sua obra, absolutamente indispensável em qualquer boa biblioteca, Darwin dirá: "Creio que todos os animais se originam de quatro ou cinco formas primitivas, no máximo, e todas as plantas, de um número igual ou mesmo menor" (p.504).


FEIRA DE CITAÇÕES ESPORRENTAS

O primeiro ser revolucionário foi Eva. Ela inventou o orgasmo.
(Darcy Ribeiro)
Os homens mentiriam muito menos se as mulheres fizessem menos perguntas.
(Max Nunes)
Se os fatos contradizem os profetas, pior para os fatos.
(Nelson Rodrigues)
Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo o entendimento. Mergulhe no que você não conhece.
(Clarice Lispector)
Para um autor, é um verdadeiro desastre ser compreendido.
(E.M. Cioran)

10 comentários:

Fernanda Passos disse...

Chico Doido de Caicó é um poeta porreta, com um poema desse tem quer ser.
E o livro de Darwin realmente é indispensável. Tenho ele aqui na minha estante e já li. Todinho.
Bjs.

Fernanda Passos disse...

Ah! e as frases.......amei todas. Mas mais ainda a última.
"Para um autor, é um verdadeiro desastre ser compreendido." (E.M. Cioran)
Pena que não conheça o autor.

Fernanda Passos disse...

E responde minha dúvida sobre o comentário que fiz na postagem de ontem. E desculpa os recados fragmentados.
rsrs

sandra camurça disse...

"os homens mentiriam muito menos se as mulheres fizessem menos perguntas". Pode ter certeza que a recíproca é verdadeira, hehe...

No mais, Chico Doido é bom demais!

E fiquei pensando cá comigo: Como seria o encontro entre Charles Darwin e o sábio Chico Doido, hein?

Um beijo.

Fabiano disse...

Olá, meu nome é Fabiano Mixo. Sou cinéfilo e videomaker. Procurava pela edição especial da bravo! (100 filmes essenciais)e encontrei uma materia de agosto , desse blog, que correspondia a essa edição.
Bom... a questão é que estou frenetico a procura dessa edição e já nao sei realmente se ela existe,ou se algum dia existiu, ja que nem o sistema de atendimento da revista abril consegue me fornecer o numero da edição.
Gostaria de saber se alguem poderia me dar o bendito numero dessa edição para que eu possa pedi-la ao meu jornaleiro.
Fico muito grato desde já!!!
grande abraço,
fabiano Mixo

(email: fabianomixo@yahoo.com.br)

Astier disse...

chico doido é
bom demais,
e da feira de citações
enchi meu balaio,
abração
astier

Francisco Sobreira disse...

Nessas frases, Moacy, achei a de Darcy a mais original e estranhei a de Cioran. Enfim, cada um diz o que quer. Lendo a de Nelson, veja a coincidência: comecei a reler a coletânea de crônicas "O Remador de Ben-Hur" e tenho dado boas risadas, principalmente quando ele fala de Otto Lara Resende, "esse homem fatal". Um abraço.

Jens disse...

Chico Doido de Caicó é meu ídolo.

pedrita disse...

não conhecia esse pintor. beijos, pedrita

isabella benicio disse...

Delícia ler Chico Doido e tua feira de citações que, entre outros, hoje veio recheada com dois que adoro: Clarice Lispector e Darcy Ribeiro. Oásis depois de um dia caótico como esse do Rio hoje. Beijo, Moacy.