domingo, 16 de dezembro de 2007


Cartão-postal de Copacabana, Rio,
nos anos 20 do século passado

Imagem extraída de
CopacabAna de Toledo


BALAIO PORRETA 1986
n° 2188
Rio, 16 de dezembro de 2007


VIAGENS AO PASSADO

Imaginemos que vivemos num mundo digno das melhores histórias de ficção científica. À nossa disposição - e de todos os amigos e amigas - uma sofisticada máquina de viagem no tempo, em direção ao passado. Qualquer passado, qualquer lugar. Seria fascinante, não? Digamos que cada um de nós poderia optar por 13 viagens, com duração, cada uma delas, de 3 a 13 dias. Por que esses números? Nada de especial, garanto. Apenas gosto dos números 3 e 13. Mas não sou supersticioso, a não ser quando o assunto é futebol. Assim sendo, vamos aos fatos. Vamos às viagens.

No meu caso, eis as opções preferenciais em relação ao passado:

1.
Rio de Janeiro, 1941: para vibrar com o Fla-Flu da Lagoa, quando se decidiu o campeonato carioca do ano. O tricolor jogava pelo empate e os últimos seis minutos da partida (o Fluminense fizera 2 a 0, mas os rubro-negros empataram quase no final), os mais dramáticos da história do futebol mundial, duraram uma eternidade. O 2 a 2, por fim, deu o título ao clube das Laranjeiras.

2.
Caicó, Rio Grande do Norte: para viver com intensidade uma semana qualquer de 1820, 1821 ou 1822, ou mesmo 1828/29. Na época, a cidade seridoense talvez contasse com 200 ou 300 moradores em sua reduzida área urbana e o padre Brito Guerra, namorador que só ele, já dominava o cenário político da região. Já pensaram na magia do Poço de Santana, então?

3.
Natal, em dezembro de 1928: para sentir a cidade, com aproximadamente 25 mil habitantes, e presenciar, à distância, os encontros do Mestre Cascudo com Mário de Andrade. Além do mais, procuraria passar 13 dias entre a Redinha e Areia Preta, vagamundando, nas horas matutinas, pela Ribeira e pela Cidade Alta. Papoprosearia com Jorge Fernandes, por que não?

4.
São Petersburgo, Rússia, em outubro/novembro de 1917: para ver de perto o nascimento da revolução soviética. Talvez ouvisse os discursos inflamados do próprio Lênin. Encontraria uma maneira de viajar para Moscou, para conhecer Maiakóvski. Se possível. Decerto, o meu russo-seridoense não seria assimilado pelos moscovistas. E daí? Pouco importa(va).

5.
Copacabana, Rio, qualquer época entre 1920 e 1929. O bairro ainda não era a "princesinha do mar", mas já era, sem dúvida, um lugar maravilhoso: suas garotas, seu charme, seus encantos, suas ruas, suas praças, seus mistérios. Sua praia. A Praia de Copacabana. A Praia de todos os amores. A Praia de todas as ilusões. A Praia de todos os sonhos. A Praia de todos os azuis.

6.
Novamente Natal. A época? Final dos anos 40. Quando o Rio Grande foi inaugurado, com seus filmes que atraíam 1.500 pessoas nas sessões dominicais. Quando a esquerda era uma realidade dinâmica na capital potiguar. Quando o Grande Ponto reunia políticos, jornalistas e poetas ávidos pelas últimas novidades. Quando Maria Boa era um belo e importante cabaré.

7.
Palestina, primeiros anos da Era Comum: para ver, de perto, a morte de Cristo. Lenda, mito, ficção ou realidade? Muitas e muitas dúvidas poderiam desaparecer; muitos e muitos questionamentos poderiam (re)começar. Como dimensionar o cristianismo? Qual teria sido o verdadeiro papel de Cristo? E o de Madalena? Poderia confirmar - ou não - a ressureição?

8.
Paris, final da II Guerra Mundial: o dia da libertação. Os dias seguintes. A euforia das pessoas nas ruas da capital francesa. Os amantes perambulando pelos bairros mais tradicionais. Os filmes. Os vinhos. Os livros. Os jornais. As peças de teatro. Os crepúsculos. As auroras. As águas e os sonhos. A poética do devaneio. O combate ao nazismo, em todas as frentes.

9.
Veneza, 1910: para me emocionar com a estréia das Vésperas da Virgem, de Claudio Monteverdi. "Esta genial composição sacra, contemporânea das últimas obras de Shakespeare, é tão grandiosa e bela que nos poderíamos julgar chegados a uma espécie de apogeu da história da música" (Roland de Candé. As obras-primas da música, I. Porto, 1994).

10.
Havana, 1959: a vitória da Revolução Cubana. O (possível) contato com os guerrilheiros de Fidel Castro e Che Guevara. Sim, é verdade: Cuba deixava de ser um mero "quintal dos Estados Unidos" e transformar-se-ia numa esperança socialista. Cuba deixava de ser um reles "prostíbulo dos ricaços norte-americanos" e tornar-se-ia uma esperança revolucionária.

11.
Paris, maio de 1968: para, com emoção, participar das manifestações políticas dos estudantes, professores, poetas, cineastas e outros trabalhadores da cultura. Estaria ao lado daqueles que escreveriam nos muros da Cidade Luz: "É proibido proibir", "A imaginação no poder", "Sejamos realistas, almejemos o impossível", "Amai-vos uns sobre os outros". E mais. E muito mais.

12.
Brasil, litoral baiano, abril de 1500: ao lado dos índios, para ver e sentir aquelas estranhas embarcações, com aqueles homens igualmente estranhos, "achando" nossa terra e nossa gente. Como reagimos, de fato? Como nossos deuses se comportaram? Como sentimos o momento, plenamente? A Mata Atlântica (qual o seu nome original) era um colosso. O que fariam com ela?

13.
Região do Seridó, Rio Grande do Norte, 4 de novembro de 1917: para vivenciar o nascimento de um lugar, por muitos amado, por muitos desejado, por muitos vislumbrado - São José da Bonita. Ou São José de Todos os Encantos. Ou São José de Todos os Rios. Ou São José de Todos os Jardins. Ou São José de Todas as Águas. Ou, simplesmente, São José do Seridó.


A BIBLIOTECA DOS MEUS SONHOS

Postaes do Brazil - 1893-1930, pesquisa & texto de Pedro Karp Vasquez. São Paulo : Metalivros, 2002, 240p. [Repeteco de um número anterior do Balaio, com novo texto] Uma viagem ao passado brasileiro através de alguns belos cartões-postais, reproduzidos com engenho e arte: uma viagem que contempla, por exemplo, a Praça 15 de Novembro, no Rio, postado em julho de 1926 (p.34-35); a enseada de Botafogo vista do alto do Corcovado, no Rio, em abril de 1911 (p.70); a Pedra da Itapuca na Praia de Icaraí, em Niterói, em abril de 1913; o Teatro Amazonas, em Manaus, em março de 1907 (p.122); o Mercado Ver-o-Peso e o casario da Travessa do Seminário, em Belém, em março de 1908 (p.132). Tem mais e mais e mais (ao todo, são 204 reproduções, mantendo as cores originais): uma vista geral de São Luiz, cartão postado em dezembro de 1911 (p.138); um trecho da Rua Paissandu, em Teresina, em dezembro de 1908 (p.142); a Rua Formosa, em Fortaleza, em janeiro de 1909 (p.1909); a Praça Augusto Severo, em Natal, em c1902 (p.152); a Igreja das Mercês, em Parahyba do Norte [atual João Pessoa], em c1910 (p.156-7); a Ponte Buarque de Macedo, em Recife, em novembro de 1906 (p.161). Há também cartões de Penedo (AL), Aracaju (SE), Salvador (BA), Ilhéus (BA), Vitória (ES), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Santos (SP), Cuiabá (MT), Goiás, hoje Goiás Velho (GO), Laguna (SC), Porto Alegre (RS), Caxias do Sul (RS). Nas referências cronológicas (p.227-28), há uma informação curiosa: 1 de outubro de 1869 pode ser considerada a data da criação oficial do cartão-postal, em Viena, Áustria. Outra curiosidade: a criação no Rio, em 1904, da primeira associação brasileira de colecionadores de cartões-postais, a Sociedade Cartophila; o poeta Olavo Bilac pertenceu a seus quadros. Enfim, em vários sentidos um livro maravilhoso. E que faz justiça à epígrafe de Theodor Adorno ao texto de apresentação da obra: "Não se trata de conservar o passado, mas de realizar suas esperanças".

12 comentários:

Sandra Leite disse...

Saudades que já são muitas e são eternizadas pelas suas palavras, né moço?

beijos

sandra camurça disse...

Adorei sua viagem ao passado, Moacy. E gostaria de um dia poder ouvir o seu sotaque russo-seridoense...rs...

Quanto ao seu comentário a minha última postagem, cara, claro que a melhor paixão é a atual, porque viver o presente é sempre melhor que sonhar com o passado e/ou futuro. Aquela frase é uma grande piada sacana do meu amigo, e eu adoro sacanagem, hehehe.

Um beijo.

sandra camurça disse...

...mas uma coisa é certa: o amor é múltiplo. É possível amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo. O problema, alías, PROBLEMÃO, é como conciliar. Ô vida dura... Cê conhece um planeta no qual seja mais simples viver, Moacy? Não, mas o problema não é o lugar, são as pessoas, a cultura, as regras socias, aiaiai, vou parar por aqui que esse assunto vai longe...Outro beijo.

Francisco Sobreira disse...

Creio, Moacy, que toda pessoa, a partir de uma certa idade, desejaria entrar numa máquina do tempo para reviver os momentos bons do seu passado. Abraços.

Vais disse...

Moacy, olha que adorei suas viagens, em algumas estaria lá também. Lindo, amei.
abraço

Letícia disse...

Acho que voltaria à Porto Alegre dos mus bisavós... Só de pensar já sinto aquele cheiro doce de velhinhos fofinhos! Saudade de ser criança, de brincar de pé no chão...

Qto ao seu comentário, já tive muitas aulas de filosofia na Letras e nada conseguiu me deixar de cabelo em pé! rsrs Alguém me dizer que a Bíblia é cheia de incoerências não me assusta, porque isto depende do ponto de vista de quem lê. E isso muda toda a nossa percepção de alguma coisa!
Beijos!

Bosco Sobreira disse...

Fantástica essa tua viagem, meu caro.
Forte abraço.

Jens disse...

Oi Moacy.
Cara, muito legal a tua viagem ao passado. De minha parte, voltaria ao meu Ipanema dos anos 70 e ficaria por lá. Mas também gostaria de dar uma passadinha por Paris, no dia da libertação (faria parte da brigada formada por Hemingway para libertar o Ritz - mais precisamente o bar do hotel). É claro que São Petersburgo é uma parada obrigatória.
***
Porreta o cartaz de Cidadão Kane aí embaixo.
***
Um abraço. Tenha uma bela e produtiva semana.

Romário Gomes disse...

Quanto à São José da Bonita, eu desejaria que naquele 4 de novembro, no momento da morte do delegado Manoel Theodoro (morte matada) você não estivesse presente. Sim, que você pudesse vislumbrar, debaixo daquela tamarindeira onde aconteceu a feira, o cruzeiro já fincado onde hoje é a matriz e uma ou outra casa que estivesse construída, pois elas foram feitas em "mutirão" dias mais tarde - penso. Sim, e a alegria daquele povo por sentirem-se construtores do lugar: os tangerinos, agricultores, coronéis e políticos... Ah! Gostaria que você visitasse o Poço da Bonita e aquela bela cerca de pedra que está em seu entorno, como também o Monte Bonita, mesmo sem o cruzeiro de Nossa Senhora Aparecida, de onde você avistaria o povoado, o poço e os horizontes.
Adorei sua viagem.
Abraço.

Anônimo disse...

Que boa idéia esta da viagem ao passado!

Abraço.

Milton Ribeiro

ana de toledo disse...

Ah que bela viagem!
Um forte abraço

Anônimo disse...

E ae pessoal, tudo bem,este e o meu primeiro topico mas obrigado por estarem lendo.


Bem, este tuto e pra ajudar a conseguir uma conta rapidshare premium sem precisar burlá-lo

Entao vamos ao tutorial.

Primeiro Passo

- Entre no PayPal https://www.paypal.com, va em Sign Up no topo da pagina. É um registro free.
- NA outra pagina, escolha o pais (Brasil) e pode deixar a linguagem em ingles mesmo.A pagina vai atualizar, e clique em Continue
- Deixe marcado personal account e vai em Continue.
- Preencha o formulario, coloque um email verdadeiro e vai em Sign Up
- Entao, nessa outra pagina apenas vai em Cancelar pois e pra passar seu cartao de credito.(depois c vc quiser pode cadastrar)

Pronto!

Segundo Passo

Entrem no site http://bux.to/?r=Verarlockloy e registre (e free tambem) e coloque o email q vc registrou no paypal pra mandar os pagamentos. Esse site e um serviço q paga vc U$0,01 dolares pelos anuncios q vc clica, e pelas referencias q vc faz. Resumidamente e o seguinte:

Voce clica 10 anuncios por dia = $0,10
20 referencias suas clica em 10 anuncios por dia = $2,00
Voce arrecada por dia = $2,10
E ganha por semana = $14.70
E por mes = $63.00

Mas de qualquer forma ao registrar no http://bux.to/?r=Verarlockloy nao precisa seguir essa regra , ou seja, voce pode clicar mais ou menos de 10 anuncios por dia e logicamente ganhara mais ou menos dinheiro. O limite minimo pra vc mandar o dinheiro para a conta PayPal é $10 dolares.

Ou seja com 10 dolares vc ja pode registra uma conta premium no rapidshare por 1 mes ou pode esperar pra ganhar mais e pagar uma conta premium por 1 ano. Alem do mais, hoje em dia, varias coisas na NEt podem ser compradas via PayPal.

obs: Procurem entrar na sua conta Bux todos os dias e clicar em pelo menos 2 anuncios!


Obrigado por tudo, e espero q tenha gostado do tuto e q tenha ajudado.

Vlw, Abraços

Verarlockloy