quarta-feira, 21 de maio de 2008



Lisboa que te quero Lisboa
em fotos
de
Luís Rodrigues
e
Talavan


BALAIO PORRETA 1986
nº 2321
Rio, 21 de maio de 2008


O que fascina no futebol é o jogo de paixões. Ninguém é lúcido, ninguém é sóbrio. O sentimento clubístico sobe à cabeça na mais generosa embriaguez.
(Nelson Rodrigues)


DOIS POEMAS
de
Adília Lopes,
poeta portuguesa nascida em Lisboa, em 1960
[ in Alguma Poesia ]

METEOROLÓGICA
para o José Bernardino

Deus não me deu
um namorado
deu-me
o martírio branco
de não o ter

Vi namorados
possíveis
foram bois
foram porcos
e eu palácios
e pérolas

Não me queres
nunca me quiseste
(porquê, meu Deus?)

A vida
é livro
e o livro
não é livre

Choro
chove
mas isto é
Verlaine

Ou:
um dia
tão bonito
e eu
não fornico

[NÃO GOSTO TANTO]

Não gosto tanto
de livros
como Mallarmé
parece que gostava
eu não sou um livro
e quando me dizem
gosto muito de seus livros
gostava de poder dizer
como o poeta Cesariny
olha
eu gostava
é que tu gostasses de mim
os livros não são feitos
de carne e osso
e quando tenho
vontade de chorar
abrir um livro
não me chega
preciso de um abraço
mas graças a Deus
o mundo não é um livro
e o acaso não existe
no entanto gosto muito
de livros
e acredito na Ressurreição
dos livros
e acredito que no Céu
haja bibliotecas
e se possa ler e escrever.

[Do livro Florbela Espanca espanca, 1999]


MARACA MARACANÃ

Hoje à noite estarei ao lado de 80 mil torcedores apaixonados.
Vencendo ou perdendo, unidos pelo mesmo amor eterno.

10 comentários:

Mme. S. disse...

Bom dia, Moacy... uso uns versos da Adília como uma espécie de auto-retrato meu... gosto muito dela. mas não sabia que ela era angolana. um beijo, S.

Moacy Cirne disse...

Sheyla: Cometi um grave erro (já devidamente reparado). Adília Lopes nasceu em Lisboa. Beijos.

Mme. S. disse...

Convenhamos, se tivesse sido em Angola, seria bem mais charmoso...

Pedrita disse...

lindas imagens de portugal. tenho vários blogueiros de portugal entre meus blogs amigos. maracanã? vixe hehe. bom programa. hehe. eu vou em uma leitura de poesias. beijos, pedrita

Jens disse...

Putz, que belos poemas. Parabéns pela escolha, Moacy.
Boa sorte hoje à noite. Em pensamento, vou estar solidário na arquibancada.
Um abraço.

Francisco Sobreira disse...

Moacy,
Não conhecia essa poeta portuguesa, que, pela amostra dos dois poemas, é talentosa. Belas as fotos, principalmente a segunda. Por fim, vou torcer pelo Flu, até porque não aguento mais a soberba do São Paulo, mas acho uma parada muito difícil para o seu time, mesmo no Maracanã. Abraço e boa sorte hoje.

Jacinta disse...

Que legal! quarta-feira, maracanã, tudo de bom. Amei as fotos, gosto de fotos de flores, de estrada, de luar...gosto de fotos, e gosto dos poemas que você tão bem publica aqui. Através de você, vou conhecendo as palavras dos que têm talento para elas.
Um abraço e grite bastante. Gooooool

Paulo Gilberto Morais dos Santos - J. Pessoa (PB) disse...

Nunca estive na Europa. Para setembro vindouro, está nos meus planos uma visita àquele continente e minha viagem não terá graça nenhuma se, ao pisar seu solo, não o fizer pela primeira vez em terras lusitanas.

suely disse...

MOACY,

Parabéns! Lindo jogo, linda festa! Alegra-me a sua alegria.

Suely

Marco disse...

Os poemas são esplêndidos! Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.