terça-feira, 7 de outubro de 2008


Natal! Natal!
Nem a direita a esmagará!
Redimensionamento cromático
por
Moacy Cirne
[ Ao clicar na imagem
acima, o internauta verá
mais um redimensionamento gráfico da série
Natal! Natal! ]



BALAIO PORRETA 1986
n° 2447
Rio, 7 de outubro de 2008


A vitória - assim como a morte - é pródiga em absolver canalhismos. Por isso, é provável que agora, quando o cheiro de pólvora dos fogos de artifício do êxito de Micarla de Sousa à prefeitura de Natal ainda é sentido nas ruas, alguns exemplares da espécie permaneçam incólumes na sua desonestidade.
(Rodrigo LEVINO, in Substantivo Plural)


ABSTRATO
Mariana
[ in Suave Coisa ]

eu nunca beijei um poema

no entanto ele está aqui
roçando leve minha
boca

nas horas dos
mais
doídos
silêncios


SEÇÃO BUSCA GOOGLE
De como alguns internautas encontraram o Balaio
[ a partir de uma idéia de Anna Fortuna ]

xoxotas furiosas : 6° lugar em 29 indicações
garotas de programas estreito floripa : 1° e 2° em 2.420
fragas em copacabana rio bucetas na areia : 1° em 553
coroas exibidas : 10° lugar em 10.500 indicações


PROJETOS CULTURAIS

Esperamos, sinceramente, que a nova prefeita de Natal - a Sra. Micarla de Sousa - se volte para a cultura de forma séria, através de pessoas competentes e criativas, e que não a atrele a eventos turísticos sem respaldo popular. Seria pedir muito? Aliás, sobre a presente questão, vale a pena ler o jornalista Sérgio Vilar, em seu Diário do Tempo:
"É notório que as propostas relacionadas à cultura da prefeita estão pautadas com vistas ao fortalecimento da identidade cultural da cidade e do turismo. Este segundo elemento pode ser perigoso, e até atrapalhar o primeiro, se mal direcionado, por exemplo, para um calendário recheado de eventos, como se vê em grande escala em Mossoró, que infelizmente vai continuar na luta pelo título de cidade brasileira da cultura. Ora, os julgadores não são bestas em escolher uma cidade cuja cultura é voltada para o turista, enquanto nomes da cultura popular do município, como o poeta Luiz Campos ou Concriz, vivem em dificuldade. Seria uma política cultural suicida, principalmente para o tal fortalecimento da cultura pretendida pela prefeita".

5 comentários:

Mariana disse...

Caramba!!

feliz!

:-))

anna fortuna disse...

moacy, obrigada pela citação e o seu busca google é muito interessante, hehe... beijos!

sandra camurça disse...

Arretado! é isso aí, Moacy, ninguém, nem a direita, esmagará Natal! Gostei da seção busca balaio, rsrsrs...Jóia o poema! Beijos.

ana de toledo disse...

hehehehe! Gostei também, queridos Anna & Moacy!!!

Jens disse...

Ô Moacy, tu está nos devendo as xoxotas furiosas!!!