quinta-feira, 16 de outubro de 2008


Seridó que te quero Seridó:
a Serra do Mulungu ao amanhecer,
em São João do Sabugi

Foto de
Anchieta França,
in blogue de
João Quintino


BALAIO PORRETA 1986
n° 2456
Rio, 16 de outubro de 2008


a poesia queima nas mãos do poeta
como um fogo que ele alimenta
(Mariana, in Suave Coisa, 17/07/2008)


PEDRAS DE TOQUE DA POESIA BRASILEIRA
[ Cf. José Lino Grunewald, 1996 ]

fujo da dor, da lágrima maldita
e me aqueço sozinho ao fraco lume.
(Júlio Cesar Prado Leite, Soneto)

Noite. O céu como um peixe, o turbilhão desova
de estrelas a fulgir. Desponta a lua nova.
(Emiliano Perneta, Dor)

Nossos pés se encontram no caminho
e nós, em nossos pés.
(Francisco Marcelo Cabral, É noite)

[As] nuvens, colossais dromedários de chumbo.
(Duque Costa, A tempestade)

Oh, as operetas dos subúrbios brancos
deste cemitério.
(Ledo Ivo, Cantiga de cemitério)

Olhei-te todo o meu olhar!
(Duque Costa, Elogio exótico)

[O] outuno toca realejo
No pátio da minha vida
(Mário Quintana, Canção de outuno)


ÉTICA & JORNALISMO

Em Natal, já antes das eleições, o sítio Substantivo Plural levantava a questão da ética em jornalismo, o que resultou em debate na TV-Universitária da UFRN. À distância, não vimos o debate, mas lemos com atenção todas as intervenções no Substantivo. A seriedade de Tácito Costa, Sérgio Villar e Rodrigo Levino, por exemplo, é inegável. Assim como inegável é a seriedade da Profª Josimey Costa, que conduziu o debate na TV-U. Parece, igualmente, ser o caso do Prof. Alex Galeno, que participou do mesmo. Tentar desqualificá-los politicamente seria cômico, se não fosse trágico - como se costumava dizer anos atrás. No fundo, querem justificar o injustificável: o apoio ora camuflado, ora explícito, de forma eticamente discutível, a uma candidatura sem o menor gabarito social e/ou político para governar uma cidade como Natal. De qualquer modo, o Substantivo Plural - espaço aberto para todas as tendências democráticas da sociedade - está de parabéns.

Em tempo:
Certos jornalistas e professores de ética precisam rever The big carnival / A montanha dos sete abutres (1951), filme de Billy Wilder com Kirk Douglas.

14 comentários:

homoluddens disse...

1.(post anterior)ô moacy, eu ainda não saberia dizer o que é o poema processo! apesar de tanto tempo por aqui.
2.queria ver aqui no BALAIO(novo) as cartas que chico doido enviou para a ABL. lembro que li e gostei muito, mas era no antigo endereço. Nem sei.

homoluddens disse...

1.(post anterior)ô moacy, eu ainda não saberia dizer o que é o poema processo! apesar de tanto tempo por aqui.
2.queria ver aqui no BALAIO(novo) as cartas que chico doido enviou para a ABL. lembro que li e gostei muito, mas era no antigo endereço. Nem sei.

Mariana disse...

*olhei-te todo o meu olhar!*

pedra de toque.

é muito bom estar aqui de novo.

Jens disse...

Oi Moacy.
Bela foto do teu torrão natal.
***
Não sei se é uma boa idéia recomendar que certos jornalistas e professores de ética vejam ou revejam a Montanha dos Sete Abutres. Pode lhes dar idéias... Sabe como é, a maldade e a falta de escrúpulos desta gente é uma arte que não conhece limites.
***
Cartas de Chico Doido à ABL? (Referidas no primeiro comentário): Publica de novo!!!
Um abraço.

Lissa disse...

Assisti ao Grandes Temas. As participações de Sérgio Vilar, Tácito Costa e Alex Galeno -assim como a mediação de Josimey Costa- foram muito boas. O mesmo não se pode dizer do professor de ética (??) e dono de jornal que tentou lá (sem conseguir), e ainda tenta, todos os dias -nos seus jornais,óbvio- desqualificar os outros participantes. Não só ele, aliás, como também outros colunistas e jornalistas(??). Mas acho que é um bom sinal: sinal que a discussão sobre o assunto (a ética, ou melhor, a total ausência dela) está incomodando a eles.

Lissa disse...

Assisti ao Grandes Temas. As participações de Sérgio Vilar, Tácito Costa e Alex Galeno -assim como a mediação de Josimey Costa- foram muito boas. O mesmo não se pode dizer do professor de ética (??) e dono de jornal que tentou lá (sem conseguir), e ainda tenta, todos os dias -nos seus jornais,óbvio- desqualificar os outros participantes. Não só ele, aliás, como também outros colunistas e jornalistas(??). Mas acho que é um bom sinal: sinal que a discussão sobre o assunto (a ética, ou melhor, a total ausência dela) está incomodando a eles.

João Quintino disse...

Moacy, ver esse alvorecer todos os dias é simplesmente maravilhoso. Dizem - nunca tive a necessária coragem - é melhor ainda vê-lo de cima da Mulungu. A fotografia de Anchieta França, pura e sem recursos, é o máximo. Grato por publicá-la. Abraço!

Ada disse...

Post rico, cheio de pérolas!

Dilberto disse...

Mas que foto...! Sua? Belo "sítio" (melhor mesmo que 'site', né?) este, mesmo, meu caro: debatamos e lutemos até que se ache a ética! Ótima recordação do clássico de Billy Wilder! Abraço!

Meg disse...

Caro Moacy,
Mesmo não estando a par de tudo o que aqui se trata, é um prazer vir visitar seu blog, saborear a poesia que você publica e aprender outras realidades.
Abraços e cheiros

Marco disse...

Caro mestre Moacy,
acho muito a propósito este seu post. Aqui no Rio, tenho visto coisas de arrepiar vindo da Organizações Globo. Por trás de uma falsa imparcialidade, eles jogam com mensagens subliminares da forma mais descarada possível.
Aqui no Rio, estou com Gabeira.
Os trechos de poemas são sublimes, assim como a foto. Carpe Diem. aproveite o dia e a vida.

Eliene Dantas disse...

O Seridó sempre aparece mais lindo por aqui. Abraço carinhoso grande poeta.

Betty Branco Martins disse...

_________foi um prazer







vir______conhecer o seu "espaço"






beijO

Sérgio Vilar disse...

Palavras que acalentam a alma!