sexta-feira, 28 de novembro de 2008


Praia do Madeiro, em Pipa (RN)

Foto de
Renato Costa
in
Olhares


BALAIO PORRETA 1986
n° 2493
Natal, 28 de novembro de 2008


O melhor livro sobre cinema escrito até o presente continua inédito no Brasil. Trata-se de Esthétique et psychologie du cinéma, de Jean Mitry (Paris, Éd. Universitaires, 1963-65, 2v., 892p.). Mas, entre nacionais e traduzidos, já é possível formar uma boa biblioteca sobre a linguagem cinematográfica.
(Moacy Cirne, in Balaio n° 783, de 16 de novembro de 1995)


ENE: ONTEM, HOJE E AMANHÃ

Ontem, em pleno Encontro Natalense de Escritores, foi o dia de Arnaldo Antunes, Carlos Fialho e da nova edição de Panorama da poesia norte-rio-grandense, de Rômulo Wanderley.

Hoje será o dia de Abel Silva, Nivaldete Ferreira e do lançamento de Além do nome, entrevistas por Marize Castro.

E amanhã, último dia de ENE? Teremos Cristóvão Tezza, Humberto Hermenegildo de Araújo e a reedição fac-similar de Uns fesceninos, de Oswaldo Lamartine de Faria. Para completar: uma aula-show com José Miguel Wisnik, Arthur Nestrovski e Paula Morelenbaum.


O AUSENTE
Márcia Maia
[ in Tábua de Marés ]

trazia sob a pele
o sol nascente

e tiritava de frio


BELO HORIZONTE
José Bezerra Gomes

Pardais
cantam
dentro da madrugada

Amanhecendo
todos
vão de encontro à vida


POEMA de
CHICO DOIDO DE CAICÓ

Minas Gerais gerais
De lugares comuns alterosos
Onde viveu Zé Bezerra Gomes
Escrevendo romances
Queimando versos
E trepando feito um doido
Minas, o povo de Minas,
Nunca vi um povo tão mineiro

BALAIO 2500

Em 20 de março de 2002, no Balaio 1481

Diretamente do Além
NOVA ENTREVISTA COM CHICO DOIDO DE CAICÓ

P - E aí, Chico Véio, como vão as coisas no seu Plano Astral, o 6969/69AZ?
R - Seu mininim, continuam indo bem... A saudade de xoxotas e rapaduras ainda é forte, às vezes, mas nada é perfeito, nem mesmo no Além...

P - Tem visto o São Francisco de Assis?
R - Chiquim de Assis? Claro, grande figura, um quengo fabuloso! Ele, Maria Bonita, Maria Boa, Lampião, Moysés Sesyom, Zila Mamede, Cascudinho e Luís Carlos Guimarães são amigos maravilhosos, se é que a gente pode falar nestes termos, aqui no Além.

P - Maria Boa, a dona do cabaré mais porreta de Natal?
R - Sim, ela mesma...

P - Mudando de assunto, o que você acha da candidatura de Paulo Coelho para a Academia Brasileira de Letras?
R - E ele é escritor, sem bichim? Pensei que só os escritores pudessem ser imortais. É verdade que um tal de José Sarney se passa por escritor e também é acadêmico. Aliás, são poucos os escritores de verdade na ABL. Sei bem disso, já fui imortal, não se esqueça.

P - E para que a ABL volte a ser uma instituição de respeito (se é que algum dia já foi), quem você gostaria de ver nela?
R - Entre nove ou 10 nomes que poderiam dar sustança literária àquela porra, no momento eu citaria três: Glauco Mattoso, Sebastião Nunes e Nei Leandro de Castro.

P - Mas você, um bucetólogo juramentado na época de sua vida terrena, faria campanha para um antiliterário e homossexual assumido como o Glauco Mattoso?
R - Não confunda riacho com machado: uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Aprenda: qualidade literária não tem sexo. Glauco Mattoso é um grande poeteiro.

5 comentários:

Jens disse...

Viva, CDC em dose dupla. Presentaço de sexta-feira. Valeu, Moacy.
Agora, pro findi ficar perfeito, o Flu não pode cometer o crime contra o São Paulo no domingo. (Sei, sei, é maldade da minha parte, mas fazer o quê? Já pensou se o Grêmio conquista o campeonato? Terei de mudar de cidade).
Um abração.

Cássio Amaral disse...

Tudo aqui muito bom amigo.

Passando pra matar a saudade.

Abração.

Muita luz e saúde.

Maria Maria disse...

Poesia que arde em palavra!
E que nos faz gozar de alegria. Beijos

Pavitra disse...


cara, o poema do chico doido tá muito!!! "dei" uma gargalhada gostosa... ahahahahahaha

mas a entrevista do além tá fenomenal... ahahahahahhaa

apoio total ao glauco!

p.s. paulo coelho é a grande sacanagem! ahahaha

Marco disse...

É sempre um prazer ver coisas de Chico Doido por aqui, caro mestre Moacy. Sim, ele deve estar num Parnaso especial onde ficam os talentosos. O grande bucetólogo e poeta faz falta por aqui...
Pelo visto, o caro mestre anda por Natal, não é? (Eita! Saudades de Pipa e dos papos com o doido do Ricardo de Hollanda...)
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.