quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Depois do carnaval,
a beleza de
Aishwarya Rai
via
Milton Ribeiro


BALAIO PORRETA 1986
n° 2580
Natal, 25 de fevereiro de 2009

Ainda bem que amo uma cidade
e a palavra cais
e a palavra raio
(Iracema MACEDO, in Memória, Invenção de Eurídice, 2004)


CARNA(VA)L
Mercedes Lorenzo
[ in Cosmunicando ]

alheia aos quesitos
desfilo cara lavada
nua
minha verdade
em cada um dos poros
sua


POEMA
Chico Doido de Caicó

Eu gosto das palavras
xibiu, xota e xoxota.
São palavras redondinhas
Que se apertam e alargam
Quentes, cheias de suco
Úmidas, leitosas
Que a língua tem muito prazer
De dizer: xibiu, xota, xoxota.


TEXTOPOEMA
Romério Rômulo

a pedra que repousa no meu olho
carrega o mastro da noite


ARMADILHA
Beti Timm
[ in Rosa Choque ]

Espero-te na esquina
onde escondes teu corpo
flagelado pela paixão
que te enreda nas suas malhas
sem dó nem piedade.
Onde escondes teu choro
como um menino solitário
que se esqueceu de brincar.
Espero-te para jogarmos
o jogo da entrega
o jogo dos prazeres
para lamber tuas feridas recentes
acolher tuas dores
e afagar teus dissabores.
Espero-te para num ritual profano
emboscar teu prazer
satisfazer tua carne que se incendeia
ao meu mais distraído toque.
Espero-te pra te cercar
com meus muros de possessividade
teus cinco sentidos
tua louca insanidade
tua espessa passividade.
Sou maldade
Sou pecado
Sou boca que aprisiona a tua
num enlace bruto e doce
sou teu grito me pedindo clemência
quando torturo-te tatuando teu corpo
com minhas mãos ansiosas.
Sou algoz insano
quando torturo com prazer teu corpo quente
que treme esperando o meu
fraquejando minhas forças.
Espero-te na esquina para um jogo sem regras
sem vencido ou vencedor
num final onde o cansaço
mistura-se ao suor
e o sorriso aflora-se vitorioso.

12 comentários:

Cosmunicando disse...

Moacy, às vezes é vantagem ser uma coruja da madrugada... hoje cheguei primeiro aqui e já fiquei irremediavelmente presa nessa Armadilha de Beti Timm (que coisa, sô!!)

É uma delícia ler o Balaio, e quando me vejo por aqui é um contentamento duplo. Obrigada mestre!

O Romério em seu Textopoema disse muito com poucas palavras... mas no quesito palavras saborosíssimas o CDC supera qualquer um! =))

a beleza de Aishwarya é estonteante.

um beijo de confete e serpentina

Beti Timm disse...

Mestre querido!

Nossa, queres me matar do coração!
Tô até chorando! Caramba, quanta honra!! Mais um dos meus pequeninos sonhos realizados, e pertinho do meu aniversário! Que presente! Peraí, que vou me beliscar...rs. Muito, muito obrigada, de coração!

Dia 08 de março, aguardo seus beijos e abraços, além do Dia da Mulher é o meu aniversário!

Beijos no seu coração, Mestre!

Beti Timm disse...

Esqueci, e ainda juntinho com o adorável Chico!!!

Beijo

líria porto disse...

viva o balaio! gostei de tudo! tim tim!

ah... esse chico doido é lúcido!!!
besos

Theo G. Alves disse...

a armadilha de beti timm e as fotos da ash ao lado de um poema do chico doido... o balaio tá um perigo!!!

Francisco Sobreira disse...

Caro Moacy,
Já tinha lido esse poema de Beti no blogue dela e gostei muito. E vejo que você gostou também. Ela é talentosa tanto na pintura quanto na poesia. Um abraço.

Mme. S. disse...

Nesse, eu fico com o poema da Mercedes Lorenzo, e coloco-o debaixo do travesseiro. E os demais, deixo na cabeceira. Ei, moço, fiquei meio adoentada, mas ligo pra você e pro Carito ainda essa semana viu?

Jens disse...

Oi Moacy.
CDC e Beti Timm depois do carnaval? Isto aqui tá bom demais.
Uma observação: concordo integralmente com os versos do inigualável CDC.
Um abraço.

Dilberto disse...

Legal ver a Betti por aqui! E faço minhas as palavras do Chico Doido! Abração!

Maria Maria disse...

Oi, Moacy!
Os Apertados é um lugar lindo. Passei o carnaval por lá, tomando banho de cachoeira e de rio, dormindo na areia fria e fina do lugar e fazendo versos. Colocarei fotos no blog depois. E o seu carnaval como foi?
Beijos

rua do mundo disse...

moacy

excelente textos

um abraço

fátima

Adrianna Coelho disse...


só poema da melhor categoria
e ainda tem chico doido, meu ídolo sem-vergonha... rsrsrs

beijos, moa