quinta-feira, 16 de abril de 2009

Vênus do Espelho
(1648)
de
Velázquez


BALAIO PORRETA 1986
n° 2630
Rio, 16 de abril de 2009

A religião pode ser a maior das bênçãos ou a maior das maldições. Historicamente, parece ter sido as duas.
(Harold BLOOM, in O Livro de Jó, 1990)


O LIVRO DOS LIVROS
(20)

Texto estabelecido por
Cipriano Galache & Ludovico Orth,
com supervisão de Moatidatotatýne, o Escriba


Os Salmos dos Seridoenses


Ainda em Patu, depois de nove meses de orações e oferendas, Moysés Sesyom do Sertão reuniu seu povo e organizou um grande encontro. Seu intuito era anunciar uma nova viagem, em direção a Açu, mais ao norte do Seridó. O fato causou estranheza, e alguns comentários maldosos foram feitos ("Será que o nosso querido Moysés Sesyom do Sertão ficou lelé da cuca", dizia um; "Por que estamos nos afastando do Seridó?", perguntava-se outro, mas para todos o patriarca tinha uma resposta: a terra prometida estava perto e longe ao mesmo tempo, era necessário que antes de antingi-la as pessoas se purificassem mais ainda). E o patriarca e profeta pediu às pessoas que se manifestassem publicamente através de Salmos e Poemas, criados pela própria comunidade, para louvar o Todo Poderoso.

E assim foi feito. E assim aconteceu.

E Hercília de Caicó disse: "Senhor das Alturas, castiga-me com ira, corrige-me sem furor! Senhor das Alturas, não me corrijas em tua ira, não me castigues em tua cólera. Sejai benevolente com esta pobre pecadora diante dos mil espelhos da vida".

E João de São João disse: "Quem concebe maldade e gesta o crime gera a decepção. Se alguma vez procedi com maldade, que o inimigo me persiga e esmague no chão minha vida. Mas, antes, deixai-me contemplar a tão sonhada Serra do Mulungu".

E Jeanne de Acari disse: "Tenho sempre o Senhor das Alturas à minha esquerda, com Ele sou imbatível. Em tuas sendas, meus passos não vacilam e no Gargalheiras poderei mergulhar sem medo. Invoco-te, oh Senhor, porque me responderás".

E Theo de Currais Novos disse: "O dia transmite a mensagem ao dia, e a noite a faz conhecer à noite. O Senhor das Alturas é meu rochedo, minha fortaleza e meu libertador, aleluia!, e com Ele terei todos os livros e todos os museus de tudo e do mundo".

E Eliene de São José disse: "Cantai ao Senhor das Alturas um cântico novo e estimulante! Cantai ao Senhor das Alturas a terra seridoense inteira: narrai sua glória, seu povo, suas mulheres. O Senhor das Alturas é grande, digníssimo de louvor e admiração".

E Romário de São José disse: "Do alto de Tua morada regas as montanhas e os vales, e a terra se sacia com o inverno abençoado. Seu coração é imbatível e nada teme: não teme a onça das serras, não teme a jararaca dos campos, não teme a águia dos céus".

E Chico Assis de Jardim disse: "Sua obra é majestosa e esplêndida, sua justiça dura para sempre, e o leite que vem da mulher amada é embriagador como o melhor dos vinhos, como o melhor dos invernos, como a mais bela das auroras de março e abril".

E Tião de Parelhas disse: "O Senhor das Alturas é a fortaleza da minha vida, a quem temerei? O Senhor das Alturas é minha luz e minha salvação, a quem temerei? O Senhor das Alturas é meu horizonte, minha aurora, a quem temerei?"

E Milton de Caicó disse: "Felizes os de conduta íntegra, que andam na lei do Senhor das Alturas. Suas mulheres serão mais puras, seus irmãos mais amigos, seus amigos mais companheiros, seus roçados mais verdejantes, suas esperanças mais gloriosas".

E Muirakytan de Caicó disse: "Feliz aquele que, seja pesquisador, seja historiador, não anda em companhia dos ímpios, dos idiotas e dos falsos escritores, mas se detém no caminho dos pecadores, dos bêbados, dos loucos, das prostitutas e dos observadores".

E Ana do Seridó disse: "O Senhor das Alturas é meu pastorador(¹); nada me faltará. O Senhor das Alturas é meu pastorador; nenhuma poesia me será estranha. O Senhor das Alturas é meu pastorador; serei sempre amada pelo meu amado de sempre".

E o Todo Poderoso, o Altíssimo, o Verdadeiro, o Fodão, o Magnífico,
gostou do que ouviu. E ficou contente com o povo do Seridó.

Próximos capítulos:
21. A partida para Janduís
22. As dúvidas do Senhor das Alturas

Nota:
(¹) Pastorador : Aquele que cuida de coisas/objetos para outras pessoas. Exemplo contemporâneo, no Ryo Grande nordestino: pastorador de carros, isto é, "flanelinha". Em sentido histórico: pastor de ovelhas. Em sentido metafórico: pastor de almas. Em sentido bíblico-seridoense: "O Senhor das Alturas é meu pastorador; minha alma e meus bens não serão roubados por nenhum feladaputa ateu".

7 comentários:

João Quintino disse...

E João de São João discordou do rumo sugerido, desertou do bando e debandou com seus cacarecos (incluindo os frangalhos e langanhos das revistas O Cruzeiro dos antigos concursos de Miss Brasil) em busca da Serra do Mulungu - Sinai e Vesúvio, "como se duas vezes fosse os seios de Sophia Loren", interessado no oráculo de uma cabôca braba devoradora de calangos, habitante de uma grota funda pelas brenhas e talhados da montanha. Lá tirou mel de oropa com salada de favela, chumbinho e melão-caetano. Arrotou - ta-ba-co! - e morreu de congestão e ripunança (que Deus tape-lhe as oiças - e o frogoió - com um bolão de barro...).

João Quintino disse...

...quis dizer: "tirou mel de oropa e comeu com salada de favela"...

Romário Gomes disse...

Ao que consta a terra prometida tinha mesmo de ser o Seridó. Não é a toa que alguns traduzam Seridó mais ou menos como "O lugar Dele" ou "O lugar que ele gostou de ficar". A própria Bíblia - produção anterior a este Livro dos Livros - apresenta a terra prometida com características semelhantes a esta região semi-árida. Além disso, em termos proporcionais o Seridó é a região com maior número de cristãos católicos (adeptos de Jesus Cristo, continuadores dos apóstolos) no mundo, segundo alguns. De fato, os seridoenses são pessoas de fé. Que o Senhor das Alturas nos abençoe!

Mirse disse...

Ah Moacy! Depois de ficar um tempão admirando sua Vênus maravilhosa, fica difícil passar da Arte (desta) para a sua arte e morrer de rir.
Pelo visto Romário tem razão, a terra onde Deus habita ainda é o Seridó, ou Caicó.
Que gente boa, que lindos os louvores!
E Moatidatotatýne Se supera a cada dia como Escriba!

Parabéns, grande amigo!

Enquanto isso no Rio de Janeiro.....

Beijos, amigo

Mirse

Eliene Dantas disse...

E eliene de são josé pulou no poço, virou serpente e vive encantando o Senhor das Alturas com seu canto pelos sertões.

Beti Timm disse...

Mestre,

realmente, Seridó parece ter todos os predicados para ser a moradia do Senhor das Alturas,onde ele reine , talvez, até hj!

Beijos carinhosos.

Hercília Fernandes disse...

Moacy,

para a Hercília de Caicó é uma honra fazer parte das linhas do Senhor das Alturas.

Que os espelhos possam lhe dizer: Amém!...

Adorei, poetíssimo!

Beijos :)
H.F.