sábado, 13 de fevereiro de 2010

Clique na imagem
para verouvir
uma sequência de
Marido de mulher boa
(J.B Tanko, 1960)

O baiano Zé Trindade
(1915-1990),
no filme ao lado de Renata Fronzi,
notabilizou-se como um dos
grandes atores da chanchada.
E, em pleno sábado de carnaval,
além de ouvir frevos e/ou
marchinhas,
ou cair na própria frevança,
nada melhor do que ver
uma boa chanchada.


PRINCIPAIS FILMES DE ZÉ TRINDADE

1956 - Depois eu conto
1957 - Tem boi na linha
1957 - Rico ri à toa
1957 - Garotas e samba
1059 - Massagista de madame
1960 - Entrei de gaiato
1960 - Mulheres à vista
1960 - Marido de mulher boa
1961 - Mulheres, cheguei!
1961 - Bom mesmo é carnaval


POR FALAR EM CARNAVAL

clique aqui
para verouvir uma boa surpresa
registrada em 1940


BALAIO PORRETA 1986
n° 2931
Rio, 13 de fevereiro de 2010

O pensamento deve elevar-se; o coração, ficar na terra.
(Joaquim NABUCO. Pensamento soltos, 1906)


PARA UMA BIBLIOTECA PORRETA
( 50 / 66 )

Esthétique et psychologie du cinéma (Mitry, 1963-65)
Análise semiológica do texto fílmico (Vários, 1979)
Morfologia do Macunaíma (H. Campos, 1973)
Roteiro de Macunaíma (M.C. Proença, 1950)
O princípio Esperança (Bloch, 1959)
Música clássica (Stanley, 1994)
The comics (Robinson, 1974)
Histoire d'O (Crepax, 1975)
Para não esquecer (Clarice Lispector, 1999)
Pensamentos soltos (Joaquim Nabuco, 1906)


PENSAMENTOS SOLTOS
de
Joaquim Nabuco

A felicidade é a admiração do belo em companhia daqueles com quem estamos em harmonia.

O mistério não estreita o horizonte. Dilata-0.

Antigamente só existiam em literatura as cores básicas; hoje só se escreve com cores misturadas.

Querer conhecer o espírito pelo cérebro é como querer descobrir no violino o gênio do músico que o faz vibrar.

O único amor nobre é aquele que liberta.

O senso estético é uma das maiores, senão a maior, das fontes do egoísmo.

O pensamento deve elevar-se; o coração, ficar na terra.

10 comentários:

Marcos disse...

Moacy:


Gosto muito de "Macunaíma" e daqueles estudos de Haroldo e Cavalcanti Proença sobre o livro de Mário. Vc leu tb "O tupi e o alaúde", de Gilda de Mello e Souza? Debate Haroldo, salienta a musicalidade da rapsódia. Acho que vale a pena. A edição (Duas Cidades) andou esgotada.
Abraços:

Francisco Sobreira disse...

Moacy,
O humor de Zé Trindade era basicamente verbal, com as suas tiradas e aquela forma inconfundível de dizer as falas. Não tinha o talento de Oscarito e Grande Otelo, mas deu o seu recado com grande competência e divertiu os espectadores por alguns anos. Um abraço.

Assis Freitas disse...

Zé Trindade, bela lembrança. Pensamentos soltos em pleno carnaval. Penso, logo... Abraço.

Lisbeth Lima disse...

Moacy,
adorei a surpresa...
Hoje acordei cantando Capiba: Linda Flor da Madrugada... é o que é o seu Balaio!
Um abraço, Lisbeth

líria porto disse...

passei anos implicadíssima com zé trindade - detesto homem mulherengo - aqueles gestos todos - depois relaxei e até consigo rir...
besos

BAR DO BARDO disse...

Bom x 1.000.000 = :)

!!!

Jens disse...

Na tradição de Zé Trindade e do mestre CDC: o meu negócio é mulher!

Um abraço.

Marcelo Novaes disse...

Moa,



A caracterização de Zé Trindade é impagável: um careteiro com o timing do humor. Os filmes da Atlântida parecem uma boa alternativa aos desfiles carnavalescos pela telinha.



"O único amor nobre é aquele que liberta", disse o pensador...




A biblioteca continua porreta.








Abração,









Marcelo.

nina rizzi disse...

não vou ser anacrônica pensando no machismo de trindade; aliás, um machismo divertido que nada sabia e/ ou ridicularizava o politicamente correto.

a mirelle disse que já champrou :|

beijos e pulos.

Maria Maria disse...

Moacy, agora é você quem clareia O Flores so Seridó. Beijos,

Maria Maria