segunda-feira, 22 de março de 2010

Anoitecer no Potengi, em Natal
Foto:
Dirk Wolter


BALAIO PORRETA 1986
n° 2968
Natal, 22 de março de 2010


HORÓSCOPO DA SEMANA

Áries
Conheça o crepúsculo do Rio Potengi, em Natal.
Navegue pelo imaginário doidão das auroras embriagadas.
Dê um disco de presente: que tal Noel Rosa? Ou Pixinguinha?
(Re)leia Guimarães Rosa. (Re)veja Luchino Visconti.


Touro
Entre o azul e o encarnado, escolha a felicidade.
Escute Brahms. E Debussy. E Jackson do Pandeiro.
Não se deixe enganar pela bundaxé music e pela Veja.
(Re)leia João Cabral. (Re)veja Glauber Rocha.


Gêmeos
Seja um javali de coração puro, a favor do companheirismo.
Faça da sensibilidade a sua força moral e dionisíaca.
Poetize a busca do prazer com invenção, surpresa e magia.
(Re)leia Manuel Bandeira. (Re)veja Jacques Tati.


Câncer
Viva a natureza. Viva o amor. Viva a vida.
Sonhe com as estrelas da Via Láctea.
Conheça Pium, nas proximidades de Natal, RN.
(Re)leia Leon Trotsky. (Re)veja Sergei Eisenstein.

Leão
Se patrão, aumente o(s) salário(s) de seu(s) funcionário(s).
Cuidado com o meio ambiente: não polua os rios e as mentes.
Viaje para Currais Novos, RN. Ou para San Francisco, USA.
(Re)leia Luís Carlos Guimarães. (Re)veja Joaquim Pedro.

Virgem
Seja adepto(a) do amor livre e da aventura libertária.
Procure nos sebos os "catecismos" de Carlos Zéfiro.
Faça amor todos os dias. Seja tarado(a) por música medieval.
(Re)leia Henry Miller. (Re)veja Pier Paolo Pasolini.


Libra
Prefira a loucura à "sabedoria" dos acadêmicos.
Pinte o seu poema de azul. Como o fez Carlos Pena Filho.
Faça chuva, faça sol, faça calmaria, o amor é essencial.
(Re)leia Lima Barreto. (Re)veja Woody Allen.


Escorpião
Vista-se com as palavras califon e bangalafumenga.
Assista a uma missa gregoriana. Evite o preconceito.
Ouça Luiz Gonzaga. E Igor Stravinsky. E Paulinho da Viola.
(Re)leia Albert Camus. (Re)veja Howard Hawks.


Sagitário
Escreva poemas de amor; leia livros de humor.
Procure uma alimentação saudável. E um amor dionísicaco.
Conheça Olinda. Navegue pelo Rio do Chico.
(Re)leia Machado de Assis. (Re)veja Stanley Kubrick.


Capricórnio
Admire, se possível, as belezas naturais de Angola
.
Tome um banho de chuva - quando chover - em Acari, RN.
Sugestões alimentícias: pamonha, canjica, arroz da terra.
(Re)leia Nei Leandro de Castro. (Re)veja John Ford.

Aquário
Viva a vida. Viva o amor. Viva a natureza.
Sonhe com os planetas dos alumbramentos enlouquecidos.
Plante um crepúsculo e uma aurora na poesia de cada dia.
(Re)leia Cecília Meireles. (Re)veja Charles Chaplin.


Peixes
Seja um caba da peste, seja o vento da saudade.
Não se esqueça: "Todos os sonhos florescem".
Lute contra as injustiças sociais. Politize-se.
(Re)leia Affonso Ávila. (Re)veja Buster Keaton.

Serpente
Consulte o horóscopo asteca. E as ciganas de São Saruê.
Fantasie-se de árvore. Passe uma tarde em Júpiter.
Prestigie a luta das minorias sociais e sexuais.
(Re)leia Câmara Cascudo. (Re)veja Sergio Leone.


14 comentários:

Sônia Brandão disse...

Boas ideias. Tentarei conhecer o crepúsculo no rio Potengi e dar um disco desses de presente pra mim mesma.

bjs

Cosmunicando disse...

Moa, cumé que eu durmo sem ver este horóscopo, hã?! Por isso vim mesmo agora, gorinha, já...
Eu tô nem aí pro califon, vou sem califon mesmo, mas a palavra é uma delícia, especialmente se a gente encher a boca de farofa antes :)
O balafumenga então, sem comentários... rsrsrs

um beijo!

Mme. S. disse...

Potengi e Rosa: boa combinação. Seguirei à risca! Um beijo de boa semana.

Lisbeth Lima disse...

Moacy,
por coincidência postei uma foto do entardecer no Potengi...
Por que o meu horóscopo sempre dá certo? Risos...
Um abraço, Lisbeth

Assis Freitas disse...

Gostei desse negócio de se fantasiar de árvore, no meu caso arvore da poesia. Abraço.

Anônimo disse...

No dia da poesia foi iniciada uma enquete para escolher o pior verso, ou o mais comentado da literatura potiguar. Qual deles você escolheria?

- “A Terra de Potí mais bela”

- “Quem sou, quem sou. Um menino que comia coração de beija-flor”

- “Imiraremos marola”

- “Sou um destroço que bóia”

- “Dadá tinha um menino muito louro. Tão louro quanto raios de luar”

nina rizzi disse...

eu tenho um poemeto muitooooooooo antigo que diz algo assim:
se vc se pintar de azul, não leia seu horóscopo;
se tua compnaheira lhe meter pares e mais pares de chifres, nao leia seu horóscopo... e por aí vai... e sempre que eu leio esse horóscopo, tenho vontade de reescrever esse poema, concluindo, mas seja um significante porreta... mas, olha, hoje o meu estava demais. já trilho, e ncontinuarei a trilhar os caminhos que me fazem mais pura.

um cheiro.

Mirse Maria disse...

Oi Moa!

Lindo mesmo esse por do sol!

Leão, meu signo, não traz nada hoje que possa utilizar, talvez por ser época de declarar o IR.


Beijos

Mirse

Jarbas Martins disse...

não esquecer hiroshima,mon amour. sobretudo não esquecer hiroshima.

Jarbas Martins disse...

não esquecer hiroshima,mon amour. sobretudo não esquecer hiroshima.

Marcelo Novaes disse...

Moa,



Ah..., a "sabedoria" dos acadêmicos...



Tentarei uns poemas azul(ejad)ados.



Devo seguir os conselhos para todos os signos, na medida do possível.






Abração.

Cláudia Magalhães disse...

Linda foto, Moacy!

Adorei o horóscopo. Sou libriana e "prefiro a loucura à "sabedoria" dos acadêmicos." E concordo: "Faça chuva, faça sol, faça calmaria, o amor é essencial." Bom demais!
O seu Balaio continua porreta!

Passa lá no blog! Saudade das suas visitas, amigo.

Beijos

Maria V. disse...

vou re-ler guimarães rosa ao som de noel rosa. ai depois dou tudo de presente. (arianos... sempre exagerados).

Nydia Bonetti disse...

Ai, ai... E tudo isto ao som de música medieval... :) Re(ler), (re)ver coisas boas é sempre tão bom.
Beijo, Moacy.