domingo, 29 de julho de 2007


Luz mágica, luz encantatória, luz envolvente.
Luz para sonhar e sonhar.
Foto de Marc Adamus
[in PhotoNet ]


BALAIO PORRETA 1986
nº 2076
Rio, 29 de julho de 2007



TELEVISÃO TELEVISÃO
por JAAB (Portugal)
[ in
Treze pragas do século XX. Rio, 1976 ]

|| Após a embriaguez do sucesso, a ressaca do ostracismo.

|| É bom saber o que está por trás da televisão. Nem sempre é a parede.

|| Televisão é um veículo que engarrafa o trânsito das idéias.

|| O pior cego é aquele que quer ver televisão.

|| Televisão: nem contra nem a favor, muito pelo clic.

|| Por que a televisão é a cores se a vida é a preto e branco?


POESIA
de José Lucas de Barros (RN)
[ in Caminhada. Natal, 1958]

Mote:
Não posso vencer a morte,
mas irei de má vontade.

Glosa:
Mesmo que eu pareça forte
como touro premiado,
serei um dia enterrado,
não posso vencer a morte;
do Rio Grande do Norte
levarei muita saudade...
Promessas de eternidade
me fazem crer noutra luz.
Eu sei que é pra ver Jesus,
mas irei de má vontade.


UM BLOGUE PORRETA

O Incrível Exército Blogoleone
.
Apesar do nome, não é um blogue humorístico.
Mesmo assim: "Blogo, blogo, blogo! Leone, Leone, Leone!"
Um blogue-colagem feito por inúmeros blogueiros independentes
contra a fúria da mídia golpista.

|||||||||||||||||||||||||||||||

O humanismo não é nossa religião; é nossa razão de viver. (Otto Maria CARPEAUX. A cinza do purgatório)

6 comentários:

Marcelo F. Carvalho disse...

Televisão é um ópio para os que preferem o irreal, ou para os que, às vezes, necessitam estar longe da verdade.
_________-
Belas escolhas!
________________
Abraço forte!

isabella benicio disse...

Adorei topar com a poesia que José Lucas de Barros fez florescer a partir do mote recebido. Genial.
Beijo, Moacy.

Francisco Sobreira disse...

Caro Moacy,
Creio que vc já está sabendo da morte de Bergman. Vi a notícia na tevê há cerca de uma hora. Vale o chavão: enorme perda para o cinema. Embora o genial sueco estivesse afastado do cinema há mais de 20 anos, ainda que ativo na tevê, onde realizou "Saraband", que revelava que, já quase nonagenário, ainda estava em grande forma. Acredito que vc vá prestar uma bela homenagem a um dos maiores artistas do século 20, ´sobretudo porque ele era um dos seus 10 ou 12 cineastas preferidos. Na minha próxima postagem talvez eu escreva sobre ele, embora tenha pouco o que dizer, diante de tanto o que se vai falar sobre ele. É isso. Um grande abraço de outro bergmaniano.

Jens disse...

Moacy: valeu a força pro Blogoleone. Thanks, em nome da soldadesca.

Espartilho de Eme disse...

Belo poema de José Lucas de Barros!!!
Moacy, tem poema simples no blog. Um abraço,
Maria Maria

Marco disse...

Caro mestre Moacy,
Você acaba de me lembrar que eu não tenho revisto o Incrível Exército de Brancaleoone. Vou já pegar o DVD...
Carpe Diem.