quinta-feira, 12 de julho de 2007


Tímida ou não, incompleta ou não, "guilhotinada" ou não,
no campo fértil da plasticidade amorosa
uma mulher se faz bela, e bela, e bela,

entre muitos e muitos e muitos outros,
através das fotografias de um Jan Saudek, artista tcheco,
que "giram em torno da sexualidade e da relação
entre homens e mulheres, velhice e juventude, vestuário e nudez".
Quase sempre, Saudek "adota uma abordagem antagônica para
alcançar poderosos efeitos pictóricos" (in Fotografia do século
XX; coletânea do Museum Ludwig de Colônia, p.578).


BALAIO PORRETA 1986
nº 2060
Rio, 12 de julho de 2060


POEMA
de João Victor
[ in Tangerinas incendiárias ]

Quase-poema e/ou Quase uma sombra
e/ou Mais um breve vislumbre do quase
e não podia esperar
tinha que acabar no antes
tinha que acabar nu
tinha que


MEU HOMEM
de Luiza Viana
[ in O céu do lençol, 1996 ]

Anjo meu
cheiro de mel
puro bordel
de poesia

Olho nos seus olhos:
viro doce
de ambrosia


A BIBLIOTECA DOS MEUS SONHOS
666 libros indispensáveis (22c / 111)

Manual dos inquisidores, escrito por Nicolau Eymerich [1376], revisto e ampliado por Francisco de La Peña [1578]. Pref. Leonardo Boff. Rio de Janeiro: Globo, 1993, 256p. [] Horror dos horrores: em tom frio, calculista, nada cristão, o autor revela, em pormenores, entre outros pontos, como se deve torturar (sobretudo psicologicamente) para se obter uma confissão de supostos hereges, apenas porque eram dissidentes do pensamento bitolado da Igreja Católica. Tudo começou no século XIV: o nazismo antes do nazismo, o inferno antes do inferno, a morte antes da morte - eis os ingredientes da "Santa" Inquisição.

Fotografia do século XX; coleção do Museum Ludwig de Colônia, por Reinhold MiBelbeck. Köln; London; Madrid; New York; Paris; Tokio: Taschen, 1996, 760p. [] Excelente mapeamento do acervo fotográfico do MLC, incluindo material, em boa quantidade, de Jan Saudek - um dos mais representativos da fotografia contemporânea -, Man Ray - um gênio da fotografia experimental -, Ansel Adams - um nome histórico. E tais e quais: Richard Avedon (inluindo uma maravilhosa foto de Brigitte Bardot, p.33), Cecil Beaton, Robert Capa, o incomparável Cartier-Bresson, Robert Doisneau, Alexander Rodchenko, Moholy-Nagy. E mais.

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

A perfeição de Buda é mais bela do que a do cristianismo, porque é mais desinteressada. (VIGNY [1797-1863]. Diário de um poeta)

5 comentários:

Milton Ribeiro disse...

A citação de Vigny é muito boa...

Minhas visitas e presença na rede andam muito reduzidas, mas como evitar vir aqui dar uma examinada na lista de livros para encontrar algumas jóias esquecidas?

Nos próximos dias, devo reorganizar meus livros na nova biblioteca. Já sei - vou ficar insuportável, citando a torto e a a direito...

Grande abraço.

Lisbeth Lima disse...

Doce, doce como ambrosia o seu Balaio!Um abraço, Lisbeth

sandra camurça disse...

Outra excelente citação, Moacy. Também gostei dos poemas, principalmente o de João Victor.

Beijo grande.

Casti disse...

Mestre Cirne, passando para desejar um bom final de semana! Gostei da quase foto.

Bjão,
Casti

tangerinas incendiárias disse...

Olá, Moacyr!
Ainda não conhecia o Balaio. Parabéns pelo Blog...
fique à vontade para citações e contaminações...
Vamos nos falando e trocando figurinhas, letras, impressões, sinfonias...
grande abraço,
João Victor Cavalcante