sábado, 8 de setembro de 2007


Hoje é dia de festa no Maranhão: 395 anos de sua capital

De comum acordo com o blogue
Os Morcegos
apresentamos
AS SETE MARAVILHAS DE SÃO LUÍS
segundo
Dilberto Lima Rosa:

1. Praia de São Marcos
(a começar pela Pedra da Memória, com dois canhões, assinalando onde um dia foi o Forte de São Marcos: início da Avenida Litorânea);
2. Teatro Artur Azevedo
(na Rua do Sol, um bom exemplo das ladeiras de São Luís,
no Centro);
3. Avenida e Praça Dom Pedro II
(com os prédios Palácio dos Leões, Tribunal de Justiça, Palácio La Ravardière e Catedral da Sé);
4. Rua Portugal
(de paralelepípedos, com os sobradões de azulejos e os telhados históricos, como em toda a área conservada do Projeto reviver, e seus museus e casas de artesanato);
5. Rua da Estrela
(cheia de casarões seculares, que desemboca no Convento das Mercês; lindo, mas de propriedade de José Sarney, que tomou de assalto para ser sua "Fundação Republicana" só com coisas dele, quando no poder no Maranhão! Bela vista do fim do Rio Bacanga ao encontro da baía de São Marcos);
6. Largo dos Amores
(Igreja de Nossa Senhora dos Remédios e Praça Gonçalves Dias, com vista para a Beira-Mar e o fim do Rio Anil);
7. Fonte do Ribeirão
(donde se vê, por pequenas aberturas, parte das Galerias Subterrâneas, túneis escuros ainda não totalmente descobertos, que ligam igrejas seculares e onde estaria a Serpenste que, se acordada, afundaria a ilha: lenda local).


BALAIO PORRETA 1986
Desde 8/9/1986
nº 2116
Rio, 8 de setembro de 2007



21 anos de Balaio
21 MOMENTOS MÁGICOS
PARA UMA TEMPORADA DE 21 MESES EM SÃO SARUÊ
- não necessariamente os melhores, nem os mais importantes -
(sem ordem preferencial)

[] Vésperas da Virgem, de Monteverdi, por Jordi Savall
[] Suítes para violoncelo, de Bach, por Anner Bylsma, grav. 1979
[] Troubadours & Cantigas de Santa Maria, por René Clemencic
[] Quartetos opus 64, nºs 2, 4 & 5, de Haydn,
por Quatuor Mosaïques
[] Dom Quixote, de Cervantes
[] Hamlet, de Shakespeare
[] Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa
[] Poesia completa e prosa, de Murilo Mendes
[] Blow-up, de Antonioni
[] As férias do Sr. Hulot, de Tati
[] Cantando na chuva, de Kelly & Donen
[] Era uma vez no Oeste, de Leone
[] The Spirit, de Eisner
[] Krazy Kat, de Herriman
[] Corto Maltese, de Pratt
[] Arzach, de Moebius
[] A love supreme, de Coltrane
[] Kind of blue, de Davis
[] Vibrações, de Jacob do Bandolim
[] Da Palestina ao Seridó, de Ubaldo, Totó & Urbano Medeiros
[] A ave, de Wlademir Dias Pino, ou O Brasil de Marc Ferrez (fotos)

||||||||||||||||||||

O vento liberta-se ventando.
(Murilo MENDES. Textos sem rumo [1964-66], in Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro : Nova Aguilar, 1995, p.1459)

10 comentários:

sandra camurça disse...

Bom dia, Moacy. Antes de mais nada parabéns pelo aniversário do Balaio.

Não conheço São Luís mas pela foto e as sete maravilhas listadas deve ter muita coisa bonita. Fernanda Poesia na Veia que o diga.

21 momentos mágicos para 21 primaveras...Gostei!

E se o vento liberta-se ventando, o fogo liberta-se queimando...

Um beijo.

Ada disse...

Não conheço São Luís, mas pelo post deve ser belíssima.

Parabéns pelo aniversário do Balaio!

Maria Augusta disse...

Moacy, parab�ns aos maranhenses pelo anivers�rio de S�o Lu�s e a voc� pelo anivers�rio do Balaio. Ha algum tempo, vi aqui na Fran�a um document�rio sobre S�o Lu�s do Maranh�o, os franceses reivindicam que os maranhenses s�o seus descendentes.
Um abra�o e um bom fim de semana.

Lili disse...

Oi! Obrigada pela visita e pelas dicas de São Luís (infelizmente, não conheço ainda). Como cheguei em dia de festa, parabéns pela maioridade do blog e pela listinha dos "necessaires" para uma temporada de paz. Já que estou aqui, o meu São Saruê é uma ilha cercada por um mar lindo, portanto não precisarei levar nem filmes nem música. Mas levarei apenas um livro: o dicionário, assim poderei viajar horas sem fim nas descrições das palavras desconhecidas e lamentar ou ter saudades das outras.

Um abração e ótimo feriado!

Fernanda Passos disse...

Maravilha Moacy! Quer dizer que o balaio festeja junto com São Luís mais um ano! Felicidades então para os dois! Nossa fiquei feliz quando entrei e vi tua dupla homenagem.
O Balaio, porque é Porreta! Sempre.
São Luís, porque é uma cidade maravilhosa. Tem, além das maravilhas citadas por você, muitas e muitas outras.
Vou conhecer o Blog que fez parceria contigo. O rapaz é daqui de São luís?

Vou deixar uma aqui que ainda não postei. Estava pensando em fazer isso hoje para saudar S. Luís. Mas a poesia ainda precisa de algumas melhoras. Apesar disso, sinto-me a vontade em presentear o Balaio com ela.




Ode ao meu lugar*


Passo por becos seculares
abrigos de muitos ares
segredos guardados
nunca revelados

Janelas com vitrais
coloridos artificiais
telhados quebrados
mirantes alternados

Centro de séculos
lugar de botecos
noites agitadas
pessoas descoladas

Reviver é pra amar
tem reggae pra regar
a vida é uma festa
e muita conversa

Tem a praça da Faustina
bar do Porto na esquina
gente que sai torta
São Luís, maravilhosa.



Fernanda Passos

* Nessa poesia falo do Centro histórico, mais precisamente do Reviver. Lugar eclético. Reúne artistas, universitários, gente que nunca estudou, quem não é artista. Enfim, um lugar democrático. Daqueles "porretas".

Fernanda Passos disse...

Moacy, resolvi postar a poesia e, de quebra, peguei a foto daqui. rsrsrsrs.
problema?
Beijos.

Jens disse...

Oi Moacy.
Cara, só agora encontrei tempo para escrever te agradecendo a gentileza com que fui distingüido. Fico contente de saber que o blog te proporciona bons momentos nestas andanças pela blogosfera. Semana que vem vou fazer referência lá na Toca (mas cá, entre nós, o que eu gostei mesmo foi de ser classificado como Blogue Porreta. Pena que não tem um selinho pra gente ficar se exibindo permanentemente).
***
Cara, ando numa correria louca. Época de fechamento do jornal, crise na arbitragem..., e, além de tudo, prenúncio de primavera (o frio e a chuva foram embora) - muitas e belas mulheres desfilando a sua nudez incipiente pelas ruas do Portinho. Estou atarefado e atarantado.
***
21 anos de Balaio? O garoto cresceu. Está chegando a hora de casar.
***
Um grande abraço.

Fernanda Passos disse...

Isso Moacy. Mudei a foto porque achei mais apropriada ao poema. Mas obrigada (mesmo sem eu ter pedido com antecedência) pela foto aqui do Balaio.
Bjs.

Fernanda Passos disse...

O Jens é uma figura......
rsrsrsrs

Lisbeth Lima disse...

Moacy,
estou lendo seu blog daqui de Patos-PB, alto sertão... adoro São Luís com seus azulejos e suas azulâncias...
Um abraço, Lisbeth