segunda-feira, 15 de outubro de 2007


Grandes momentos dos quadrinhos:
Batman: Asilo Arkham,
de Grant Morrison & Dave McKean (1990)

[Ilustração: metade superior de uma das páginas da HQ]


BALAIO PORRETA 1986
nº 2137
Rio, 15 de outubro de 2007


O ADEUS DOS POETAS
de Maria Maria (RN)
[ in Espartilho de Eme ]

No dia em que os poetas
se disserem adeus,
a alma humana se perderá
no escuro da palavra.


A BIBLIOTECA DOS MEUS SONHOS

Batman: Asilo Arkham, de Grant Morrison & Dave McKean. São Paulo : Abril Jovem, dezembro de 1990. [] Seria Batman mais esquizofrênico do que Coringa? É possível. Não seria o Cavaleiro das Trevas a "máscara visível" de um gênio da loucura, o citado Coringa? É possível. Daí o seu medo não-revelado: enfrentar a rebelião no interior do Asilo Arkham, liderada exatamente por Coringa, seu suposto inimigo e seu provável amigo mais íntimo, cujas conseqüências neuróticas e sexuais poderão ser devastadoras. Afinal, ao entrar no Asilo, Batman terá, em princípio, ou aparentemente, a estranha sensação de que ele é o mais louco de todos. A história de Morrison é ótima e os desenhos & pinturas de McKean, em tons sombrios e neogóticos, fazem desta novela gráfica mais do que uma obra-prima dos quadrinhos - a fazem uma obra-prima da arte seqüencial do século XX.

7 comentários:

Marcos disse...

"Asilo Arkham" também tem o mérito de mostrar (e isso fica ainda mais claro nos perfis traçados nas últimas páginas) que Batman, Coringa, Duas-Caras, o Espantalho e todos os outros são membros de uma mitologia moderna, e "vivos" porque todos estão dentro de cada um de nós. Acho que nunca uma HQ foi tão cuidadosa no tratamento de personagens como manifestações de arquétipos.

Jens disse...

Ô Moacy:
Asilo Arkham é porrada - uma das tantas boas histórias da fase adulta do Cavaleiro das Trevas.
Um abraço
Jens, um dos filhos de Batman.

sandra camurça disse...

Batman? Uau!
Um beijo.

ana de toledo disse...

Estava saudosa de sua companhia, de sua boa e preciosa parceria! Viva o Balaio!!

Andros Renatus disse...

Nossa! Asilo Arkham me assustou muito! Li pela primeira vez quando tinha 12 anos...

Espartilho de Eme disse...

Obrigada, Moacy, seu balaio continua sempre cheio de novidades! Obrigada pela visita, amigo! Beijos

Lado B disse...

quadrinhos, quadrinhos..:-)