quinta-feira, 17 de abril de 2008


Hoje é dia
de
FLUMINENSE
no
Maracanã

Foto de
Daniel Zappe
in
Canal Fluminense
a partir do blogue
Flu Sócio


BALAIO PORRETA 1986
n° 2288
Rio, 17 de abril de 2008



Repeteco
EDUCAÇÃO SEXUAL

Rafael Maia
[ in Poeta que Pariu, em 2003 ]

- Mamãe, o que é boceta?
- Que horror, meu filho! Quem te ensinou a falar isso?
- O papai que falou. Ontem, conversando com o tio Pedro, ele disse que a Maria Cláudia do 302 deu a boceta pra ele. Será que ele guardou aqui na sala?
- Claro que não, meu filho! Isso não se guarda na sala... E é verdade que seu pai falou isso?
- É sim! E como ele tava rindo, achei que fosse alguma coisa legal. Mamãe, posso ganhar uma boceta no dia das crianças?
- NÃO, NÃO pode! E o seu pai é um cachorro, um safado, um canalha... Ai dele quando chegar em casa...
- Não briga com ele, mamãe. Vai ver ele pegou a boceta da Maria Cláudia pra dar pra você...
- Ai, menino! Que idéia! Isso não se dá. Não assim. E eu não preciso de mais uma...
- Por que, mamãe? Você tem uma boceta?
- Tenho, claro. Toda mulher tem...
- Ah! É coisa de mulher então. Mas por que a Maria Cláudia deu a dela pro papai?
- Isso eu também quero saber, meu filho, e como quero!
- Você já deu a sua boceta pro papai, mamãe?
- Já, já dei. Muitas vezes. Você é a prova disso...
- Por quê?
- Ai, meu Deus! Porque você saiu dela!!!
- Da sua boceta?
- É!!!
- Então é uma coisa grande...
- Mais ou menos. Mas você passou por ela quando era bebê. Todos os bebês passam...
- Mas não são as mulheres que têm os bebês?
- São sim, filho! Por quê?
- Porque se a Maria Cláudia deu a boceta dela pro papai, ela não vai poder ter bebês...
- Engano seu, menino. Agora é que ela pode ter mesmo...
- Não entendi...
- Olha, eu vou tentar explicar! Vocês, meninos, homens, têm uma coisa que nós não temos. Ou temos, só que é diferente. E essa coisa... Ah! A campainha! Vou abrir...
- Papai!
- Oi, filhão! Oi, amor! Aline, por que essa cara? Aline? Aline, volta aqui!!!
- Ih, pai! Acho que ela não gostou de você não ter contado pra ela que ganhou a boceta da Maria Cláudia.
- Co...co...co... como assim, menino? Que história é essa?
- Ah, pai, você sabe. Eu ouvi você e o tio Pedro conversando ontem à noite e contei tudo pra ela...
- RICARDO ALVARENGA JR.! EU JÁ NÃO TE FALEI QUE FAZER FOFOCA É MUITO FEIO. Isso é coisa de mulher...
- Ah, papai... Boceta também é coisa de mulher. E você tem uma...
- Ai, ai, ai, menino! Não me responda... Bom, depois nós conversamos. Agora vou ter que falar com a sua mãe.
- Papai, só me diz uma coisa...
- O que, Ricardo?
- Algum dia uma menina vai me dar uma boceta?
- Vai, vai sim.
- E eu vou gostar?
- Bom, assim eu espero...
- E eu vou poder contar pra alguém como você contou pro tio Pedro?
- Vai, Ricardo! Só não vai poder contar pra sua mulher e pros seus filhos, senão vai dar confusão.
- Tá bom, papai. Vou me lembrar disso. Papai? Papai? PAPAI? Volta aqui, você ainda não me falou o que é uma... Ah, desisto! Que gente mais complicada. Vivem dando e recebendo um negócio que eles nem sabem explicar o que é... Também não quero mais saber. Vou assistir televisão. Quero ver o Gugu pra saber quem é a nova loira do Tchan. Vai ver assim eu esqueço essa história de boceta...

10 comentários:

Fenridal disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Multifuncional disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
midc disse...

moacy, história cabeluda e muito boa p se rir do dia, nós, q de motivos p nos rirmos a cada dia escasseamos... valeu! grande abraço! o chato (!) é q a próxima buceta q eu encontrar vou lembrar de você...

Jens disse...

Moacy:
história cabeluda esta (deu pra perceber a ligação? Estou tentando ser inteligente e engraçado ao mesmo tempo. Não é mol, como diz a turma).
***
No mais, dá-lhe Fluzão!!!
***
Um abraço.

Anedanca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anedanca disse...

Muito engraçado!!..
Agora, no final, o pai passa a idéia de que é normal trair a esposa, não é mesmo?..
Beijos Moacy!!

Marcelo F. Carvalho disse...

ahaha... Muito boa, Moacy!
Abraço forte!

Marco disse...

Rá! Rá! Rá!...
Dei boas gargalhadas com esta história! No meu livro eu falo de duas piadas do final do século 19 que saíram publicadas no jornal. A temática é parecida, sem obviamente ser tão explícita. Muito bom, caro mestre. Carpe Diem

Marco disse...

Em tempo: estou torcendo para o seu time ganhar dos botafoguenses. Mas tem que ser com gol roubado! Só para vê-los chorando feito bezerros desmamados. Carpe Diem.

jjLeandro disse...

Bos risadas. Criança é assim mesmo; ouve o que não deve e tb conta o que não deve

abcs