sexta-feira, 25 de abril de 2008



Natal à noite,
poucas horas antes do toró
da última quarta, dia 23

Fotos de
Mário Ivo
in
Cidade dos Reis


BALAIO PORRETA 1986
n° 2295
Rio, 25 de abril de 2008



DOIS POEMAS
de Carito (RN)
[ in Os Poetas Elétricos ]

poema curto sem título número 2

pesquei tulipas
plantei tilápias
acordei com o canto
do peixe galo.


poema curto sem título número 3

no açude um dia
obcecado
a água agora pinta
e (trans)borda.


RECOMENDAMOS ESPECIALMENTE

Carta a D.; história de um amor, de André Gorz. Trad. Celso Azzan Jr. Pref. Josué Pereira da Silva. São Paulo : Annablume ; CosacNaify, 2008, 78p. [] Um livro intenso e delicado: a escrita amorosa em sua plenitude literária. Nos anos 60, Gorz já nos chamara a atenção com O socialismo difícil (Rio : Zahar, 1968).

Serras da desordem, de André Tonacci (Brasil, 2006), no Estação/2. [] Entre a ficção e o documentário, a história e a antropologia, um filme como poucos: realista, poético, autêntico. A história do índio Carapiru, da etnia awá-guajá, recontada pelo próprio. Emocionante. Decerto, um grande lançamento.

Romance do vaqueiro voador, de Manfredo Caldas (Brasil, 2006), no Arteplex/3. [] Para os candangos, o que representou exatamente a construção de Brasília? "[MC] parte de um fantasma: o Vaqueiro Voador, metáfora para os pedreiros mortos nas obras da capital da Républica" (Rodrigo Fonseca).

Asterix e seus amigos; uma homenagem a Albert Uderzo, por Milo Manara e outros. Rio de Janeiro : Record, 2008, 64p. [] 30 pequenas HQs, algumas deliciosas, que exploram o personagem gaulês criado em 1959. Uma verdadeira curtição quadrinhográfica, que inclui momentos metalingüísticos.

[][][]

No blogue do POEMA/PROCESSO:
Uma homenagem aos 81 anos de Wlademir Dias Pino.

3 comentários:

Magui disse...

Estas fotos são dignas de exposição.As recomendações são de primeira!

Anônimo disse...

Eita, que um dia depois do do Choro, foi-se o grande Canhoto da Paraíba! Que pena, professor!

Alex de Souza

Jens disse...

Belas as fotos. Legais as dicas (na semana que vem vou ver se assisto Serras da desordem, que também esta passando por aqui.
Um abraço.