sábado, 14 de junho de 2008


Cantando na chuva,
de Stanley Donen & Gene Kelly,
lançado em 1952,
o ano de
A carruagem de ouro (Renoir)
Othello (Welles)
Depois do vendaval (Ford)
Viver (Kurosawa)
A vida de O'Haru (Mizoguchi)
Matar ou morrer (Zinnemann)
Umberto D (De Sica)
Assim estava escrito (Minnelli)
O velho e o mar (Hemingway)
Cidade (Simak)
Invenção de Orfeu (Jorge de Lima)


BALAIO PORRETA 1986
nº 2340
Rio, 14 de junho de 2008

Consagrado como o maior de todos os musicais, havendo mesmo quem o distinga como um dos filmes mais criativos da história do cinema, seu prestígio nessa escala não se impôs de imediato. Foram necessárias mais ou menos duas décadas para que todos se dessem conta que nunca houve um espetáculo de dança, música e humor tão sugestivo, alegre e inspirado como Cantando na chuva.
(Sérgio Augusto)


CAIXA DE HAI-KAI
Seleção de
Carlos Seabra

festa no bordel
só começa ao chegar
o coronel
(Carlos Seabra)

guardo
roupas de inverno
e o calor que não tive
(Ricardo Portugal)

No mar arrepiado
desse teu corpo moreno
naufrago feliz
(Evandro Moreira)

vôo de borboletra
do mundo das coisas
pro mundo das letras
(Alexandre Brito)

velha a fiar
e vem Humberto Mauro
para a filmar
(Carlos Seabra)

Nota:
Velha a fiar, de 1964,
talvez seja o curta mais famoso de
Humberto Mauro.

RECOMENDAMOS
o suplemento Prosa & Verso, do jornal O Globo, de hoje, totalmente dedicado ao centenário da morte de Machado de Assis. Com artigos de Silviano Santiago, Lygia Fagundes Telles, José Castello e Renato Cordeiro Gomes, além de entrevistas com Roberto Schwarz e outros.

8 comentários:

Francisco Sobreira disse...

Sem um mínimo de dúvida, Moacy, "Cantando na Chuva" é o maior musical já realizado. Depois dele, coloco "Sinfonia de Paris" e "Amor, Sublime Amor". Mudando> : conheci mais um Renoir, dessa vez através do canal francês TV5. É "Le Bas-Fond", baseado num romance de Gorki. Gostei. O início começa com um "close" do rosto de um personagem, que achei uma boa sacada. E o final, com o casal caminhando pela estrada, me lembrou o de "Tempos Modernos". Abraço. P.S. - Há uma cena do filme que é mostrada em "Cinema Paradiso", com o personagem do início do filme.

Douglas disse...

Balaio é porreta...e vermelho.
Abraços, Douglas.

Egeu Laus disse...

Oi Moacy,
Conforme combinado, eis os blogs:
http://harrylausvivo.blogspot.com
e
http://ruthlaus.blogspot.com
Um abraco do Egeu

Lívio Oliveira disse...

Moacy, espero que tenha gostado da homenagem que enviei por e-mail.
Abração!
Lívio

sandra camurça disse...

Moacy, adorei esse último haicai:

"velha a fiar
e vem Humberto Mauro
para filmar" rsrs.

A propósito respondi seu comentário no refúgio, viu?
Beijos? rsrs.

Ane Brasil disse...

Bela coleção de hai kais...
Adorei!
Ah, e cantando na chuva também é um dos meus filmes favoritos pra assitir sem compromisso, comendo pipoca.
Sorte e saúde pra todos!

Jens disse...

Oi Moacy.
Nada melhor do que um sábado em companhia do Bruxo do Cosme Velho, complementado por uma sessão pipoca do som de Cantando na Chuva.
Um abraço.

ana de toledo disse...

Mostrei pra Tomie, dia desses, no YouTube, o vídeo Velha a fiar, pois ela adora a musiquinha, mas ela não gostou muito do fato de ser PB!!! Ela disse que parece o meu blog!!!hehehe
Beijão