terça-feira, 1 de julho de 2008


A arte do norte-rio-grandense
Newton Navarro
(1928-1991)
in
Alma do Beco


BALAIO PORRETA 1986
n° 2356
Rio, 1 de julho de 2008

Deus fez apenas a água, mas o homem fez o vinho.
(Victor Hugo)


TEMOS VAGA
José Correia Torres Neto
[ in Potiguarando ]

Acordou às cinco e trinta como sempre fez nos últimos vinte anos. A pequena janela permitia a entrada dos primeiros raios de sol como também – quando chovia – os primeiros pingos. Sentou-se na cama e ficou olhando para a pequena janela. Passou as mãos nos cabelos desgrenhados e sentiu nos pés a frieza do chão de cimento queimado. O cheiro insuportável de urina e de mofo parecia que não mais a incomodava. O amanhecer estava tão belo como nunca. Não ouviu nenhuma voz, apenas um balouçar de folhas de uma árvore que ficava bem próxima da sua janela. Todos dormiam.O prato e a caneca de plásticos estavam debaixo da cama misturados como algumas pequenas baratas. Ainda sentada recolheu o pequeno lençol que já não mais servia para as suas madrugadas e o rasgou em tiras. Quando chegou o café da manhã, a encontraram dependurada em uma das grades da janela com as tiras do lençol atadas ao pescoço. Seria o seu último dia naquele pavilhão. Amanhã seria uma mulher livre. Abria-se mais uma vaga...

FEIRA DE PROVÉRBIOS ESPORRENTOS

Ele me prometeu brincos, mas apenas furou minhas orelhas.
(Árabe)
Os homens são como tapetes: às vezes precisam ser sacudidos.
(Árabe)
Se os filhos da puta voassem, nunca veríamos o sol.
(Argentino)
Aqueles que não sonham estão perdidos.
(Australiano)
A língua suave é a árvore da vida,
a língua perversa quebra o coração.

(Bíblico)
A tinta mais fraca é melhor que a melhor memória.
(Chinês)
Falar sem pensar é atirar sem mirar.
(Espanhol)
Três espanhóis, quatro opiniões.
(Espanhol)
A partir de uma certa idade, o único afrodisíaco é a variedade.
(Francês)
Dinheiro público é como água benta: todos põem a mão.
(Italiano)

8 comentários:

Francisco Sobreira disse...

Moacy,
Muito boa a postagem de hoje. A homenagem a Navarro, grande pintor, além de ótimo contista. Bons também o conto e os provérbios. Aquele sobre o sonho é um dos melhores. Um abraço.

marilia jackelyne disse...

Moacy,
adorei os proverbios esporrentos!!

abç

marilia

samuel disse...

Moacy

Sábios, estes provérbios... :)

Abreijos

Glória disse...

Muito talentosa a forma como o José Correia escreveu a narrativa, o texto vai se desenrolando como se fosse uma cena de um filme, dá pra visualizar direitinho os acontecimentos.
Tuas postagens são sempre uma ótima surpresa, ótimos textos, dicas e belíssimas imagens.
Abraço do Seridó!

Mme. S. disse...

Eu concordo com tudo que a Glória falou. Só quero assinar embaixo. beijos de chuva, S.

Mme. S. disse...

Eu concordo com tudo que a Glória falou. Só quero assinar embaixo. beijos de chuva, S.

Patrícia Gomes disse...

Saudades de poder passear por aqui e desfrutar de tudo com calma... Nossa..
mas uma hora me acerto om esse tal Sr Tempo...
Beijos, saudades e um presentinho... ;oD

http://almadomeusonho.blogger.com.br/

José Correia Torres Neto disse...

Querido amigo,
Obrigado pela publicação. E por falarem publicação: você viu os editais de premiação da FJA? Principalmente o de quadrinhos?
Abraços
José Correia Torres Neto