quinta-feira, 23 de outubro de 2008


Foto de
Sascha Huettenhain
redimensionada
com sal, sol e solidão
por
Moacy Cirne


BALAIO INCOMUN 1986
n° 2463
Rio, 23 de outubro de 2008

Amanheci minha aurora.
(Guimarães ROSA. Grande sertão: veredas, 1956)


JULIETA NUMA NOTA SÓ
Mariana
[ in Suave Coisa ]

eu te quero tanto que meus olhos se magoam


ORIGEM
Adão Ventura
[ in Tanto Literatura ]

Vestir a camisa
de um poeta negro
- espetar seu coração
com uma fina
ponta de faca
- dessas antigas,
marca Curvelo,
em aço sem corte,
feito para a morte

- E acomodar
no exíguo espaço
de uma bainha
sua dor-senzala.

ENTRETANTAS
Sheyla Azevedo
[ in Bicho Esquisito ]

Eu te escolhi
E assim, me esqueci
De como é que se faz
Pra não ficar
Entretantas
Flores, árvores, selvas
Sonhos e desilusões.
Mas aí
Quando eu vi
Já não tinha meus olhos de olhar
Só de sentir



UMA PEDRA DE TOQUE:
Teus lábios têm o sabor e
o prazer de um orgasmo.
(Bené Chaves,
Ardor,
in O Apanhador de Sonhos)


RECOMENDAMOS:
Ela não gostava de Chico Buarque,
conto de Francisco Sobreira,
in Luzes da Cidade.

22 comentários:

marilia disse...

Moacy, tenho algo pra você, lá em casa. Espero que goste.

Abraços

Francisco Sobreira disse...

Obrigado, Moacy, pela recomendação do meu conto. Um grande abraço.

Delia disse...

Adorei as poesias, principalmente de Sheyla e de Mariana. um abraço Moacy

Mme. S. disse...

O que fazer com você heim? Um buquê e uma taça do mais pure vinho. E, obrigada a Délia para observação. S.

Mariana disse...

obrigada mais uma vez, Moacy.

Mariana disse...

obrigada mais uma vez, Moacy.

benechaves disse...

Moacy: os seus redimensionamentos das fotos estão excelentes. E grato pela lembrança dos versos de 'Ardor' em 'Uma pedra de toque'.

Um abraço...

Meg disse...

Caro Moacy,

A imagem está belíssima... adorei.
E dos poemas, que dizer, se são escolha sua?
Um bom momento de poesia.

Beijos, queijos e cheiros

Marco disse...

Caro mestre Moacy,
você tem a qualidade (entre muitas) de ter um enorme bom gosto para escolher poemas aqui para o Balaio. Parabéns. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

sandra camurça disse...

dois dias sem postar, que estranho... espero que esteja tudo bem.
beijos.

Beti Timm disse...

Mestre,
adorei o poema do Bené! Parabenizo-o pelo bom gosto, sempre aqui presente.

Sempre na suas pegadas!

Beijos carinhosos

Beti Timm disse...

Mestre,
adorei o poema do Bené! Parabenizo-o pelo bom gosto, sempre aqui presente.

Sempre na suas pegadas!

Beijos carinhosos

Anônimo disse...

Poesias lindas!
Adorei o blog!
Beijos
http://sex-appeal.zip.net
http://cara-nova.zip.net

Dilberto disse...

Interessante a tua foto "redimensionada
com sal, sol e solidão"... E a indicação do conto do "Luzes da Cidade" realmente é ótima, para os que amam (eu) ou não o Chico! Grande abraço!

P.S.: recomendo que dês uma olhada nos Morcegos, grande amante das listas que és!

Anônimo disse...

ô moacy, cadê vc? sumiu!
douglas thomaz.

Lívio Oliveira disse...

Ausência perturbadora!
Moacy, onde estás?

Ada disse...

Balaio sempre ótimo... Ausência estranha.
Abraço!

Francisco Sobreira disse...

É, cara, Lívio tem razão. Espero que não seja por motivo de doença. Outro abraço.

Carito disse...

Faço coro com todos: cadê você Moacy? Estamos sentindo sua falta...

Mariana disse...

moacy, cadê tu?

falta do balaio e de você nas suas sempre bem vindas visitas.

Jens disse...

Oi Moacy.
Na correria por aqui. Só passei pra deixar um abraço.

Márcia disse...

voltei. ;))
beijo.