segunda-feira, 9 de março de 2009

Foto:
Alexander Putev


BALAIO PORRETA 1986
n° 2592
Natal, 9 de março de 2009

Milhões de pessoas teem em sua casa um exemplar da Bíblia. A maioria conhece pouco sua história. Como foi escrita, quem foram seus mais de quarenta autores ou a língua em que estes livros foram redigidos depois de uma longa tradição oral, E, sobretudo, ignoram que não existe uma só Bíblia, mas várias: a judaica, a hebraica, a católica, a protestante e a ortodoxa.
(Juan ARIAS. A Bíblia e seus segredos, 2004)


O LIVRO DOS LIVROS
(12b)

Texto estabelecido por
Antoniopereiral de Figueiredo

Zé do Ouro, o Pobretão
- Parte 2 -

E, com voz gosmenta, disse o poderoso Chefão para Zé do Ouro, depois que este saíra da prisão: "Acho que estou sonhando; acredito que me transformei num inseto horroroso, como se estivesse vivendo num conto de literatura fantástica prefaciado por Jorge Luis Borges, que sequer nasceu". E continuou: "Ouvi dizer que sou uma alucinação. Mas sou mesmo é um inseto, à beira do Rio do Chico, quando, em sonho dentro do sonho, vejo surgir sete belas vacas sagradas da Índia, formosas e gordas, que pastam em lugares úmidos como vaginas no cio".

E Farofeiro Faraó disse mais: "Depois saem do nosso rio outras sete vacas, só que desfiguradas e magras, e que pastam na ribanceira do mesmo rio, em lugares cheios de erva daninha. Estas últimas devoram as primeiras, que são bem nutridas". E completou: "Sonhei também, dois ou três dias antes, com sete espigas muito gradas, e douradas, e muito cheirosas, que saíam de uma mesma cana. Apareciam, então, outras sete espigas muito chupadas, por causa de um vento abrasador, que as abatera. E estas últimas devoraram as primeiras, que eram apetitosas como seios de fêmeas na cama. O que tens a dizer?"

Então Zé do Ouro disse-lhe: "De inseto não tens nada, tudo não passa de ressaca psicológico-lacaniana de mais um porre que tomastes. E as sete vacas sagradas, assim como as sete espigas douradas são sete anos de inverno e fertilidade; as sete vacas magras e as sete espigas chupadas são sete anos de fome e seca. Deves adubar o solo, e irrigá-lo com as águas do rio, nos sete primeiros anos para que, depois, não faltem alimentos e fartura para todos. Convém afastar os políticos corruptos para que o plano funcione da melhor maneira possível; nada de obras faraônicas; nada de acordos espúrios engendrados por algum rabo de palha; nada de pontes desnecessárias para turistas".

E mais foi dito por Zé do Ouro: "Combatas a pedofilia e o turismo sexual, combatas - à distância - o carnatal e o colunismo fofoqueiro dos jornais natalenses, defendas o aborto quando as mulheres assim o desejarem, e já que muitos são os seus deuses, não temas ao Senhor das Alturas, o mais justo entre os vários deuses, o verdadeiro criador da terra e do céu". E Farofeiro Faraó, o poderoso Chefão, ficou muito satisfeito com a sabedoria de Zé do Ouro. E o nomeou capataz de muitas e muitas léguas. E deu-lhe de presente uma das filhas de Putifar Putobar, de nome Lancenetunda, feia de cara e boa de bunda. Putifar Putobar não gostou da ideia, mas fazer o quê?

E Zé do Ouro, ex-pobretão, foi um administrador bom e caridoso. E por todos era admirado. E por todos era bem visto, E depois da bonança, veio a tempestade. E a fome só não prosperou graças às medidas agrárias de Zé do Ouro. Que se fez conhecer por seus irmãos, que passaram a respeitá-lo. E acontecências aconteceram. E aconteceram acontecências. E Jacó Apenas Jacó, seu pai, foi de encontro aos antepassados. E o Senhor das Alturas, enfastiado, resolveu tirar uma longa soneca. E o Senhor das Alturas sentiu que estava deprimido. E que nem mesmo Oceanocellus, o Paulistano Desvairado, e Romério Romeiro, o Mineiro Tresloucado, ambos dos tempos futuros, seriam capazes de compreendê-lo.

Próximo capítulo:
A crise existencial do Senhor das Alturas

7 comentários:

romério rômulo disse...

moacy:
sei que o mineiro tresloucado deu um pé na bunda do senhor das alturas.
romério

Adrianna Coelho disse...


""ressaca psicológico-lacaniana"

ahahahahahaha... só isso já veleria todo o texto!
de onde vc tira essas idéias?! ahahahahaa

romério romeiro... ahahaha

ai, moa! vc não existe!

a crise existencial do senhor das alturas promte... rsrs

beijos

Meg disse...

Querido Moacy,

Regressada há pouco, venho só deixar um abraço... para já.
Voltarei para ler e comentar.
Um cheiro

Meg

Jens disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jens disse...

E, sobretudo, ignoram que não existe uma só Bíblia, mas várias: a judaica, a hebraica, a católica, a protestante e a ortodoxa."
MOacy, eu acrescentaria mais uma: a Bíblia natalense (ou seria caicoense?) e suas sensuais imagens literárias.
Um abraço.

líria porto disse...

rio-me, oceano-me - quase naufrago!
besos

WELLINGTON GUIMARÃES disse...

"ACONTECÊNCIAS ACONTECERAM". COMPADRE, MEU QUELEMÉM, NÃO SERIA BOM ACRESCENTAR A ESSA BÍBLIA( NÃO QUE EU QUEIRA DAR PITACO EM UM LIVRO SAGRADO, LONGE DE MIM) MAS PODERIA ENTRAR NA HISTÓRIA, UM MINEIRO, BOM CONTADOR DE CAUSOS?