sexta-feira, 24 de julho de 2009

Foto:
Andrew V. Pashis


BALAIO PORRETA 1986
nº 2732
Rio, 24 de julho de 2009

Hoje à noite estaremos em Caicó. Amanhã, no Colégio Diocesano Seridoense, participaremos da Festa dos Ex-Alunos (da turma concluinte de 1959). No domingo, pela manhã, o Bar de Ferreirinha nos aguarda para uma dupla homenagem. Enquanto isso a cidade já vive e respira a Festa de Sant'Ana. É possível que o Balaio só volte a "circular" na próxima segunda, diretamente de Natal.


LETRAS BRANCAS SOBRE UM FUNDO NEGRO
Antônio Mariano
[ in Poesia e outras bobagens ]

para Sérgio Mattos

Hermético, me abro.
As palavras, leitor,
acendem todas as chaves.

As trancas são os não-ditos
que fazem.

Às vezes, me fecho
quando sou claro.


QUERERES
de Acantha
[ in La Vie Bohème ]

Sigo tua letra em minha carne
riscando lentamente
histórias de desejo e desespero
abandono e sedução.


MARACUJÁ
Napoleão de Paiva Sousa
[ in Substantivo Plural ]

de tão redondo e belo
estabelece a dúvida:
fruta ou bibelô?
se da fruteira sai, ponche é.
se fica, bruxuleia em rugas
na atrofia lenta, seca
do enfeite que envelhece
quieto.


ÓRFÃ
Maria Maria
[ in Espartilho de Eme ]

Sou órfã
de tua boca e músculos

Muito!
de teu músculo generoso

Sou órfã
de tudo que lembra

o teu olhar fogoso

Sou órfã de tua mão,
que feito cão,
me morde o pescoço

Órfã de teu cheiro doce.
Muito, de teu calor

Órfã do teu amor.


OFERENDA
Laura Amélia Damous
[ in A poesia maranhense no século XX, de Assis Brasil ]

Venho te oferecer meu coração
como o cansaço se oferece aos amantes
o suor aos corpos exaustos
depois de definitivo abraço
Venho te oferecer meu coração
como a lua se oferece à noite
e o vento à tempestade
Venho te oferecer meu coração
como o peixe se oferece à captura
no engano do anzol


SAUDADE
Gilka Machado
[ in Velha poesia, 1965 ]

De quem é esta saudade
que meus silêncios invade,
que de tão longe me vem?

De quem é esta saudade,
de quem?

Aquelas mãos só carícias,
Aqueles olhos de apelo,
aqueles lábios-desejo...

E estes dedos engelhados,
e este olhar de vã procura,
e esta boca sem um beijo...

De quem é esta saudade
que sinto quando me vejo?

Nota:
Gilka Machado nasceu em 1893 e faleceu em 1980.
Publicou, entre outros, os seguintes livros de poesia:
Cristais partidos (1915),
Mulher nua (1922),
Sublimação (1938) e Velha poesia (1965).


FEIRA DE CITAÇÕES ESPORRENTAS
A arte é uma mentira que nos faz compreender a verdade.
(Pablo PICASSO)
Uma simples linha pintada com o pincel pode levar à Liberdade e à Felicidade.
(Joan MIRÒ)
Fecho meus olhos para ver.
(Paul GAUGUIN)
Onde reina o amor, o impossível pode ser alcançado.
(Provérbio Indiano)
Certas mulherem amam tanto seu marido que, para não gastá-lo, usam o de suas amigas.
(Alexandre DUMAS Fº)
Você não pode confiar em seus olhos quando sua imaginação está fora de foco.
(Mark TWAIN)


16 comentários:

pituleira disse...

Moacy, tá tudo pronto.Estamos apenas esperando o domingo chegar. Pode ter certeza vc vai presenciar e participar do maior evento profano da Festa de Santana.Profano é legal, né.Boa viagem e seja muito bem vindo.O evento terá duas autoridades, vc e Ferreirinha.

Theo G. Alves disse...

moacy,
aproveite os festejos. deve ter samanaú a dar com pedra!

quanto a foto, só da pra dizer: ai como é bela a beleza.

abraço!

Lívio Oliveira disse...

Caprichado!

líria porto disse...

voa, moa - caicó te espera!

escolhi este:
Fecho meus olhos para ver.
(Paul GAUGUIN)

besos

Dilberto L. Rosa disse...

Ai, ai, essas fotos que aprumas por aqui, com essas modelos... Vá, meu caro, e aproveite a longa lista de compromissos sociais e homenagens, você merece! Especialmente porque acho que, pelo menos por aqui, trabalhas demais: enquanto escrevo um 'post' por semana, quando pisco os olhos, cá já há uns 3! E fizeste a lição de casa: deixaste farto material até segunda: ótimas Poesias e citações idem! Abração e boas viagens!

P.S.: saí da feira de blogues?! Ela é rotatória (a minha é fixa) ou foi porque fui pra Lua e não dei mais notícia, ré, ré?!

BAR DO BARDO disse...

Aproveita, Mestre Moa. Sem juízo, visse?!

Excelentes os textos de cá!

- Henrique Pimenta

Mirse disse...

Oi Moacy!

Excelente a foto, onde os contrastes, a juventude X a aurora da vida. Lindo amei!

Aproveite os festejos, mas no dia de Santana, ateu como dizes ser, peço, pede à santana por mim que nasci nesse dia.

Todos os poemas belíssimos!

E das citações, escolhi Gauguin!

Bons festejos!

Uma só Ave-Maria por mim?

Beijos

|Mirse

Maria Maria disse...

Olá, Moacy!
O balaio está show, especialmente com a abertura fotográfica. Linda!
Obrigada mais uma vez!

Beijos e boa Festa de Santa"Ana

Beti Timm disse...

Mestre querido!

Olhei a foto e pensei logo nas minhas mulheres sempre nuas, em situações corriqueiras. Sempre surpreende!

Boa folga, eceba as homenagens merecidadas e volte com toda força!

Beijos

Carito disse...

Eita, Moa à toa e o balaio feito um raio! Parabéns e daqui te espio, pelas festas, da janela, d' alma...

Maria Maria disse...

Meu caro Moacy!

Você é indicado ao selo Blog de Ouro.
Passe no Flores do Seridó e pegue-o para postar no seu blog. O seu balaio é o meu favorito, viu?

Beijos,

Maria maria

Tahiane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tahiane disse...

Tbm estaremos, eu e andreia, no ferreirinha tirando umas fotos para o subterraneo...

=)

Marisete Zanon disse...

Antonio Mariano...amei!!! Mais do que os outros.
estou de volta
esmaques pra ti!!!

Marisete Zanon

Hercília Fernandes disse...

Moacy,

adorei tê-lo encontrado na festa do ex-aluno. Amanhã se tudo ocorrer bem, nos reencontraremos na comemoração do Ferreirinha.

Belíssimo este número do Balaio. Novamente, parabenizo pela reunião de tão preciosas vozes.

Abraços em todos e todas que visitam o Balaio.

Beijos,
H.F.

Sandra Leite disse...

Moacy

Está de férias ou mudou? e essa foto?:) Amei os textos, os picotes, mas Picasso é demais:

"A arte é uma mentira que nos faz compreender a verdade"

beijos, poeta