sábado, 5 de setembro de 2009

FILMES QUE MARCARAM ÉPOCA
NA CAICÓ DOS ANOS 50
Clique na imagem
para verouvir
o trêiler de
Pacto Sinistro
(Alfred Hitchcock, 1951)
Com excepcional fotografia de Robert Burks, Strangers on a train / Pacto Sinistro - exibido em Caicó por volta de 1954-55 - tem momentos inesquecíveis: a cena do carrossel, a cena da partida de tênis. Há outras, que decerto uma revisão poderia detectar. Foi o meu primeiro contato com a obra de Hitchcock; muitos outros viriam depois. Ah, sim: baseado em Patricia Highsmith, seu roteiro foi assinado por Raymond Chandler, um dos mestres da literatura policial. [Obs.: a foto aqui apresentada não é fiel ao preto&branco do filme.]


BALAIO PORRETA 1986
n° 2774
Rio, 5 de setembro de 2009

[Pacto sinistro:] Comédia bizarra e maliciosa de Hitchcock, em que o falecido Robert Walker dá uma originalidade esportiva ao papel do simpático degenerado Bruno, de humor arrepiante, muito divertido - em alguns aspectos, é o melhor dos filmes americanos de Hitchcock.
(Pauline KAEL. 1001 noites no cinema, 1991)


A FADA MOSTRA OS DENTES
Rosa Amanda Strausz
[ in Fábula Portátil, em fevereiro/2007 ]

Dentro do saco que a fada carregava às costas havia um par de olhos verdes, dois pacotes de goiabada, sapatinhos de cristal mais um par de chinelos velhos, uma declaração de amor eterno trazendo no verso uma carta de rompimento sereno, uma garrafa de água gelada, três doses de cachaça, uma passagem de avião para Rondônia, um diploma de alfabetização, um marido de estimação, um dicionário de rimas e uma muda de jequitibá.
Quando as artérias de Quitéria explodiram, quatro filhotes de rouxinol saíram lá de dentro.
Rapidamente, a fada aproximou-se, recolheu os pássaros e deixou uma moedinha em seu lugar.
Nem todas as fadas recolhem dentes.


POESIA de
Milton Ribeiro Dantas
[ in Uns fesceninos,
org. Oswaldo Lamartine de Faria, 1970 ]

Mote:
O sol e a lua fornicam
No leito azul do infinito.

Glosa:
Se há coisas que bem se explicam,
outras não, nunca, jamais:
como muitos animais,
o sol e a lua fornicam.
A posição que praticam?
- Pode até ser esquisito -
mas todo mundo tem dito
que é um fato indiscutível,
perfeitamente possíve,
no leito azul do infinito.


Diretamente do
Bar de Ferreirinha
20 DITADOS... EDITADOS

Esta revisão foi distribuída por Ismael Benévolo Xavier no dia do aniversário de 50 anos do Bar de Ferreirinha, como homenagem dele ao templo da boemia de Caicó.

Confira:

01- É dando que se... engravida.

02- Quem ri por último... é retardado.

03- Alegria de pobre... é impossível.

04- Quem com ferro fere... não sabe como dói.

05- Em casa de ferreiro... só tem ferro.

06- Quem tem boca... fala. Quem tem grana, sim, é que vai a Roma!

07- Gato escaldado... morre!

08- Quem espera... fica de saco cheio.

09- Quando um não quer... o outro insiste.

10- Os últimos serão... os desclassificados.

11- Há males que vêm para... fuder tudo mesmo!

12- Se Maomé não vai à montanha... é porque ele está no Bar de Ferreirinha.

13- A esperança... e a sogra são as últimas que morrem.

14- Quem dá aos pobres... cria o filho sozinha.

15- Depois da tempestade vem a... gripe.

16- Devagar... nunca se chega.

17- Antes tarde do que... mais tarde.

18- Em terra de cego quem tem um olho é... caolho.

19- Quem cedo madruga... fica com sono o dia inteiro.

20- Pau que nasce torto... mija no chão.


Quadrinhos
O LIVRO DO GÊNESIS, POR ROBERT CRUMB
A revista Piauí (número de setembro, nas bancas)
publicou a tradução dos dois primeiros capítulos do Gênesis, segundo a visão gráfica de Robert Crumb, um dos ícones da contracultura americana dos anos 60 e 70 do século passado (cf. Mr. Natural, Fritz the Cat). Excelente autor, contudo, dessa vez, Crumb nos frustrou: sua leitura da Bíblia pareceu-nos excessivamente literal e respeitosa. E se é verdade que a força de seu desenho está intacta, o Deus que nos apresenta é por demais antropomórfico, por mais caricatural que possa ser.

7 comentários:

Pedrita disse...

pacto sinistro é bárbaro mesmo. beijos, pedrita

Pedrita disse...

adorei a fada mostra os dentes. beijos, pedrita

Mirse Maria disse...

Bom Dia, Moacy!

Impossível ficar indiferente aos filmes de Alfred Hitchcock! Sempre gostei e acho que os que pude eu vi. OS PÁSSAROS é lindo!

Belos poemas e o de Milton está ótimo!

Quadrinhos tem isso de bom: o visual, o cômico e o lírico. Tudo ao mesmo tempo agora. Beleza!

Excelente sábado!

Beijos

Mirse

Sergio Andrade disse...

Essa cena do crime visto pela lente do óculos é a mais antológica de um filme repleto de cenas antológicas!

Excelente os ditados editados :)

Um abraço!

Francisco Sobreira disse...

Moacy,
Pacto Sinistro é um dos maiores filmes de Hitchcock. A cena do crime vista pelas lentes dos óculos é um dos pontos altos do filme. E muito bons os ditados recriados. Um abraço.

líria porto disse...

putzzzzzzz... minha piauí chegou ontem ou anteontem, ainda nem abri - estou mudando pro andar de cima... risos

troquei o corredor pela escada!

beleza essa prosa de fada - eu acredito!!

de grão em grão a galinha enche o saco!

besosssssssssss - pra ti e pra turma do ferreirinha!

Beti Timm disse...

Adorei os ditados do Ferreirinha! Tô achando que ele é um cara muito legal!
Vou até lá tomar uma birita e conhecer o lugar...rs