segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Futebol na praia de São Miguel do Gostoso,
ao norte de Natal
Foto de
Daiane Nunes


BALAIO PORRETA 1986
n° 2796
Natal, 28 de setembro de 2009


O sertão não é só paisagem. O sertão é um modo de viver.
(Jeanne ARAÚJO, in Carta poética..., 2/9/2008)


NUDEZ
Maria Maria
[ in Espartilho de Eme ]

Tirei tudo de mim
nessa madrugada:
os brincos, os anéis,
as vestes de santa,
os terços, a calcinha
branca.


TODA NUA
Abner de Brito
(Caicó, 1890 - Curitiba, 1951)

Vim pensar, hoje, no teu corpo amado,
Princesa! A escultural forma de neve
Do teu corpo tem sido o meu pecado,
Dentre todos que tenho, que é o mais leve.

Vejo, a pulsar, teu seio, que descreve
Linha estuante de escândalo, marcado
Pela eclosão do incêndio propagado
Na febre de meu sonho ardente e breve.

Abaixo, o ventre, no regaço, aonde
Corro a sorver o gozo alto e infinito
Do inferno bom que tua carne esconde...

- Nua! Reflete em mim teus membros lassos
Nesta volúpia que me torna aflito
De nunca os ter sentido nos meus braços!


NASCEDOURO
Flávio Corrêa de Mello
[ in Rio Movediço ]

Nasce na chuva,
na curva, no esterno,
é um regato, uma fonte,
uma goteira que nasce
quando engasga,
cinge a glote e cerra os dentes
sem vida e sem beira
─ mesa de bilhar sem caçapa.

Nasce e finda visgo,
é um desvio que pegamos,
eu e você, sem vermos o fígado,
o rim, o pulmão, as cáries,
sem vermos nada,
cheiros ou sobremesas.

Mas assim nasce, e depois,
depois desanda e desanca
em outro lago que nasce,
nasce e empurra,
afunda e desembrulha
como um doce vômito
emergido de uma bolha
dupla de sentido
e de sentir para aquém
e para além do rio.



Memória 1997
A POESIA E O POEMA BRASILEIROS:
DEZ LIVROS FUNDAMENTAIS
segundo
Luís Carlos Guimarães
[ in Balaio n° 999, de 3 de setembro de 1997 ]

Estrela da vida inteira (Manuel Bandeira)
Reunião (Carlos Drummond de Andfrade)
Obras completas (Murilo Mendes)
Obras completas (João Cabral)
Poesias (Dante Milano)
Poesias (Mario Quintana)
Invenção de Orfeu (Jorge de Lima)
Navegos (Zila Mamede)
Poesias (Myriam Coeli)
Poesias (Gregório de Matos)


THE KOLN CONCERT
Assis Freitas
[ in Árvore da Poesia ]

Tenho manias de cantar silêncios
Entre queixumes e querências
E muitas tolas inconseqüências

Não era sempre assim, eu sei
Mas algo prendeu-me no visgo
De paragens, portos e navios

E assim fico eu, rimando o vazio
Lendo as inconstâncias de um olhar
ouvindo um mantra de Keith Jarrett


DIETA OBRIGATÓRIA DE PALAVRAS
Sheyla Azevedo
[ in Bicho Esquisito ]

A fome me abraça quase terna
Ignora o divórcio de minhas mãos em sua cintura
Eu, discreta, porém, resoluta
Oculto me mim mesma o barulho que irrompe
Da boca do estômago
Às vezes,

Abro a janela sem pressa
E sinto o gosto das teclas

Ao som dos meus dedos
Falta pouco, falta bem pouco
Para que minha língua toque o doce do teu silêncio


SOBREVIVENDO
Beti Timm
[ in Rosa Choque ]

Há de sermos sempre errantes, escondidos ou não. Vagando, e curando as feridas que um dia cicatrizarão, recebendo os açoites que atingem só nosso exterior, mas não vão além disso. Ignorando quem não vê nossa sensibilidade. Muitas vezes parecemos apenas alguém perdido, mas sabemos o caminho da volta. Ignoramos quem não nos vê, mas deles tiramos nossa força. É o desafio de viver, de vir a tona a cada dia. Escondemos nosso rosto, mas não nossa alma, ela dança ao nosso redor exuberante e insistente. Voar é sempre preciso, não importa como, nem porque, basta voar.


DEMOCRACIA SITIADA
Cynara Menezes
[ in Carta Capital ]

A mediação pela Organização dos Estados Americanos (OEA) parece ser a única saída possível para o impasse em que se encontra Honduras desde que o presidente deposto, Manuel Zelaya, voltou ao país e pediu abrigo na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa. Mantida sob controle pelas tropas de Roberto Micheletti durante os três meses de governo golpista, a população foi às ruas em apoio a Zelaya, levando a capital à convulsão. Ao menos duas pessoas morreram nos confrontos. [ Clique aqui para ler a matéria na íntegra ]

14 comentários:

líria porto disse...

beijo - o primeiro da semana! risos

líria porto disse...

agora o balaio - a maria maria, o flávio, esses versos todos - beleza - vou relê-los!
bom dia pra ti!

assis freitas disse...

Que legal. O Flu ganhou, eu tô no balaio, amanheceu uma segunda de sol. Dá uma vontade retada de nem trabalhar. Gracias Moacy!

Beti Timm disse...

Mestre querido!

Obrigada, mais uma vez vc acalenta meu coração. Tô meio murchinha...rs, mas logo me recupero. Assim é a vida!

Beijinhos carinhosos e agradecidos

Mariana Botelho disse...

Moa!

esse balaio de hoje me lembrou Neruda, num poema que, inclusive, tem no filme o Carteiro e o Poeta:

Desnuda eres tan simple como una de tus manos:
lisa, terrestre, mínima, redonda, transparente.
Tienes líneas de luna, caminos de manzana.
Desnuda eres delgada como el trigo desnudo.

Desnuda eres azul como la noche en Cuba
(...)

besitos!

Maria Maria disse...

Oi, Moacy!

Obrigada por postar esse poema. Eu gosto muito dele.

Beijos,

Maria Maria

Maria Maria disse...

Moacy,

O que você acha de eu assumir de vez essa identidade Maria Maria. Pergunto-lhe porque a sua opiniao é muito importante para mim e eu, às vezes, uso Eme Gomes também, embora eu goste mais de Maria Maria.
Nos meus dois primeiros livros em prosa, eu coloquei Maria José Gomes, no entanto, no universo poético é o outro que predomina.
Estou, ainda, trabalhando no meu primeiro romance NA SÉTIMA CURVA DO SOL e fico em dúvida quanto a isso. Poderia de ajudar nessa confusão?

Grata, gratíssima!!

Maria Maria

Mme. S. disse...

Esse poema "dietético" ficou mais interessante no Balaio... Um cheiro e boa semana!

Marco disse...

Caro mestre Moacy,
Só você consegue garimpar poemas de pessoas tão talentosas e nos mostrar o que era desconhecido até bem pouco tempo. Sua lista de livros de poemas é impecável, eu não faria melhor. Mais uma excelente postagem, como é marca do Balaio. (Estou assistindo aos filmes do Festival de forma alucinada)
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

BAR DO BARDO disse...

Bom. Bom. Bom...

Adriana Karnal disse...

muita variedade, entre poemas, dica de livros e a carta capital...isso é mais do que um blog...

Maria Maria disse...

Obrigada pela orientação.

Beijos

Mirse Maria disse...

Boa noite Moacy!

Depois de longa (!?) viagem, retorno. Aos poucos lerei tudo que perdi.

O Balaio de hoje está completo de excelentes poetas. De Jranne Araujo , Maraia Maria, até a quizumba da OEA.

Mestre é mestre.

Sabe o que faz!

Parabéns!

Beijos

Mirse

Flávio Corrêa de Mello disse...

Olá Moacy,

Obrigado por divulgar os bosnd poemas que a rede oferece!