terça-feira, 3 de novembro de 2009

Cidades do Mundo que eu gostaria de conhecer (10):
Quito - Equador
El Panecillo e a Catedral
[ Foto: autoria desconhecida ]
Quito foi fundada em 6 de dezembro de 1534
por Sebastian Benalcázer
com o nome de San Francisco de Quito.
Desde 1978, Patrimônio Cultural da Humanidade.
- População estimada, hoje: 1.800.00 habitantes -


BALAIO PORRETA 1986
n° 2831
Natal, 3 de novembro de 2009

Calor, calor, calor. Quando o ar fica mais quente do que a pele, ganhamos uma nova sensibilidade para carícias invisíveis, como uma brisa fresca ou uma bebida gelada. // No alto verão, adoro a ambiguidade das caipirinhas e capiroskas. A fruta refresca, a bebida queima, a temperatura acalma.
(FUGU, in Fruit-de-la-Passion, desativado)


RITUAL
Nydia Bonetti
[ in Longitudes ]

mais cedo
que de costume

acordo

e entre ciprestes
cumpro

o ritual da saudade

o pássaro
leva nas asas

o abraço e a prece

LABIRINTOS - II
Lou Vilela
[ in Nudez Poética ]


Entre um devaneio e outro enveredo por um labirinto de sensações. Percebo a proximidade do monstro fabuloso! Desesperadamente, tento encontrar o caminho, mas a cada passo o temido monstro se materializa. Sinto a sua respiração ofegante cada vez mais próxima... Em um lampejo de lucidez surge, no espelho, o reflexo. Enfim, a saída!


A JORGE GUINLE FILHO
Tanussi Cardoso
em memória
[ in Viagem em torno de, 2000 ]

O que acontecerá aos céus
quando se morre um artista?
Que silêncios, que gritos
Que deuses riscam os ventos
quando se morre um artista?
O que dizer aos filhos
Aos pássaros, ao poema
quando se morre um artista?
Que pintura tão linda
Que natureza tão vil
Que fala tão amarga
quando se morre um artista?
Noiteluzsomdiapasãoharmoniavendavalfuracão?
O que sobra da vida
quando se morre um artista?


POEMA de
Jovino Machado

[ in A Cigarra, nº 35. Santo André, junho 2000 ]

minhas mulheres não são amélias
são orquídeas
não são camélias

meus homens são coração
maiakovski torquato neto
itamar assumpção

minhas mulheres são fortes
virginia woolf clarice
thereza portes

meus homens são ilusão
drummond matisse joão
cores poesia e violão


À FRANCESA
Simão Pessoa
[ in Matou Bashô e foi ao cinema, 1992 ]

Vai ser só a cabecinha
explicou à Antonieta
ajeitando a guilhotina


DEFINIÇÕES ALOPRADAS

Clássico no Maraca
Grande jogo disputado no Pacaembu, em Belo Horizonte, por clubes do Pará e/ou do Piauí. No final de cada clássico, os 80 mil torcedores presentes costumam torcer pelo Íbis, de Pernambuco, que, em 2001, foi goleado pelo Jardim do Seridó Esporte Clube Social por 27 a zero.

Filme de Spielberg
Filme dos anos 20 do século passado, estrelado por Rodolfo Valentino e Marilyn Monroe, com a participação especial de José Lewgoy, cuja ação se passa em Caicó, RN, às margens do Rio Amazonas. Já a ação metafórica se passa em Olinda, na Paraíba do Norte, em 1930-1931.

Carnaval da Mangueira
Bloco de frevo, cujos componentes vibram com a Portela e a Mocidade Independente, quando desfilam em Cuiabá, capital da Califórnia, na Inglaterra do Sul. Seus ritmistas são ótimos dançarinos de rock. E costumam bailar ao som do xaxado-surreal Royal Cinema.

[ in Balaio n° 1463, 15 de janeiro de 2002 /revisado/ ]


[][][]

POSTAGEM 900
a partir do Balaio n° 1942
em 28 de janeiro de 2007

22 comentários:

Jota Effe Esse disse...

Antes de Quito, Paris, e Veneza, eu gostaria de conhecê Caicó. Meu abraço.

Marcos disse...

Moacy:

Confesso que estive em Quito, comi banana assada na brasa e pamonha salgada, vi num mercado público umas vinte cabeças de bois recém-decepadas no matadouro, visitei o Parque da Linha do Equador e o Parque de Cuenca... Depois, estive em Lima e conheci o Museu do Ouro, um dos mais impressionantes do mundo, e em seguida Cuzco e Machu Pichu. Nuestra América tem muita coisa para ver e viver.
As definições alopradas estão ótimas.
Abraços:

Marcos Silva

Mirse Maria disse...

Bom dia, Moacy!

Espero que consiga realizar seus desejos de visitar Quito. Exótico, você, amigo!

Nydia Bonnetti, que visito sempre surpreende pela nobreza em cada poema!

Atodos os outros poetas, parabéns!

Postagem 900?

Que beleza!

Parabéns, Moa!

beijos

Mirse

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Sempre excelente poesia por aqui... gostei especialmente do Jovino.
Kandandu

Pedrita disse...

bonita a foto da cidade do equador. beijos, pedrita

Marcelo Novaes disse...

Moa,



Gosto de todos os poemas. Nydia sabe orar.



Abração,




Marcelo.

BAR DO BARDO disse...

... a nydia e a lou são divinas...

e todas as colaborações, ótimas.

Assis Freitas disse...

À Francesa é duca.

Mme. S. disse...

calor, calor, calor... me identifico com esse negócio.
um cheiro (como uma carícia do vento), querido.

Jens disse...

Calor, calor, calor = Cerveja!

Um abraço, Moacy.

nina rizzi disse...

boa tarde,

definições mais que alopradas. um sonh de homem e mulher, esse jovino porreta.

não há canto que eu não queira rodar, mas deixo os estados unidos da américa pro final, quando eu já for bem velhinha.

beijo, moacy :)

Glória disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canto da Boca disse...

Eita mundão lindo, não é Moacy? Ainda bem que cabe direitinho dentro dos nossos sonhos... E uma página com textos maravilhosos!

Um abração

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Balaio cheio de coisas boas. O poema da Nydia, do Tanussi e suas Definições Alopradas. Evoé, Baco!

Nydia Bonetti disse...

Ufa! Calor demais por aqui, Moacy. Achei incrível este poema do Jovino Machado -cores poesia e violão. E este Spielberg. Como é que eu fui perder uma coisa dessas? he he Só você... beijo.

Tahiane disse...

O poema de jovino machado deveria ser musicado algum dia...
gostei muito : ]

pituleira disse...

Alô Jota Effe Esse,o convite está feito.Venha conhecer Caicó,o Bar de Ferririnha e as mulheres daqui, com certeza vai adorar...Pituleira.

olhar de lambe-lambe disse...

entre as cidades do mundo que eu quero conhecer, já incluí Caicó...

o Balaio tá porretíssimo :)

beijos Moa!

Maria Maria disse...

Meu caro Moacy,

Enviei um convite para o lançamento do meu novo livro. Você recebeu? Gostaria que acusasse o recebimento, sim?

Um abraço,

Maria Maria

f@ disse...

Mto b e l o...

parabéns a todos...

!nfinito beijinho

Sônia Brandão disse...

Esse nosso mundão tem muita coisa para se conhecer. Eu também gostaria de conhecer Quito.

E esse seu Balaio, cada dia melhor. Lindo o poema da querida amiga Nydia.

bjs

Lou Vilela disse...

Coisa boa cair nesse balaio ao lado de tantas feras. ;)

Beijos,
Lou