quinta-feira, 8 de abril de 2010

Rio que te quero Rio
[ Foto: autoria desconhecida ]


BALAIO PORRETA 1986
n° 2985
Rio, 8 de abril de 2010


ESCAPULÁRIO
Carlos Gurgel
[ in Dramática gramática, inédito ]

eu morro
porque meu amor é de pele
se fosse de pêlo
eu viveria

eu choro
porque minhas lágrimas são de pele
se fossem de pêlo
eu morreria

eu amo
porque meu coração é de pele
se fosse de pêlo
eu voltaria

eu sofro
poque minha carne é de pele
se fosse de pêlo
eu calaria

e eu vivo
porque minha vida pertence a ti
e nada mais me interessa.

4 comentários:

Assis Freitas disse...

Escapulário dramático e intenso. abraço.

Mirse Maria disse...

Bom dia Moacy!

Rio que te quero Rio!

Carlos Gurgel!
Belíssimo Escapulário!


Beijos

Mirse

betina moraes disse...

mestre moa,

belíssimo!

Marcelo Novaes disse...

Moa,




Bela forma de orar.





Abração.